Mídias Sociais

Artigos

Professora e presidente do Sindicato da classe tem artigo publicado na Carta Capital

Publicado

em

 

Guilhermina Rocha fala sobre o papel da educação e da escola para o antirracismo

“Por uma educação sem racismo na escola e na vida”. Este foi o tema do artigo publicado pela Carta Capital no dia 27 de novembro. escrito por Guilhermina Rocha, que há mais de vinte anos caminha na luta dos direitos trabalhistas dos educadores e para as transformações do processo escolar de uma uma educação que transforme a sociedade de forma a combater os diversos preconceitos estruturais, enraizados na sociedade.

Citando Paulo Freire, a lei 10.639, que estabelece a obrigação de se ensinar História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, e números que apontam a discrepância entre negros e pobres na ocupação de espaços sociais, Guilhermina traz o artigo para uma profunda reflexão sobre a desconstrução do racismo no espaço escolar.
Guilhermina acredita que o antirracismo acontece também por todos os níveis de educação por meio curricular e transversal. E é a partir desta lógica que discorre sobre como alcançar os avanços nesta luta, que é da sociedade e não apenas de um grupo específico.

“No Brasil, os negros representam 54% da população, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No grupo dos 10% mais pobres, os negros representam 75% das pessoas, mas, entre o 1% mais rico, somam apenas 17,8% dos integrantes.

No Brasil, sete em cada dez pessoas assassinadas são negras. Na faixa etária de 15 a 29 anos, são cinco vidas perdidas para a violência a cada duas horas. De 2005 a 2015, enquanto a taxa de homicídios por 100 mil habitantes teve queda de 12% para os não-negros, entre os negros houve aumento de 18,2%. A letalidade das pessoas negras vem aumentando e isso exige políticas com foco na superação das desigualdades raciais”, escreveu Guilhermina em artigo.

 

Guilhermina Luzia da Rocha é historiadora, especialista em Educação, coordenadora da Secretaria de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee e presidente do Sindicato dos Professores de Macaé e Região.

Mais lidas da semana