Mídias Sociais

Sem categoria

Macaé mantém vacinação suspensa por falta de doses e espera nova entrega de remessas de vacinas

Publicado

em

 

Depois de anunciar que a vacinação contra o coronavírus nesta semana estaria comprometida pelo baixo estoque de vacinas entregues pelo Plano Nacional de Imunização (PNI), do governo federal, a Prefeitura de Macaé confirmou que aguarda uma nova entrega de remessas de doses nesta sexta-feira, 7.

De acordo com o município, a vacinação segue suspensa nos polos de imunização da cidade devido à falta de doses, e a Secretaria de Saúde reafirmou os pedidos de reabastecimentos das remessas que são distribuídas aos municípios pelos estados.

“A Saúde reiterou ao Estado pedidos de reabastecimento de doses das vacinas da Pfizer para garantir o atendimento aos públicos de 1ª dose, 2ª dose e dose de reforço (3ª dose). O calendário semanal de vacinação contra a Covid-19 (sigla, em inglês, para Coronavirus Disease 2019) será liberado logo após a confirmação da entrega das doses. Devido a logística de distribuição para os 32 polos de atendimento do município, a aplicação das doses deverá ser retomada na segunda-feira (10)”, afirmou a prefeitura.

Sobre a vacinação para crianças entre 5 e 11 anos de idade, o governo municipal anunciou que já tem uma definição a respeito da logística para o atendimento nos 32 polos de imunização, mas ressaltou que irá esperar definições da Secretaria Estadual de Saúde.

“O município aguarda orientações da Secretaria Estadual de Saúde através de nota técnica, além do envio de doses destinadas a este público para iniciar a vacinação”, ponderou a prefeitura.

Já sobre o atendimento aos pacientes com sintomas de síndrome de gripal, a Secretaria de Saúde de Macaé reafirmou que o Centro de Triagem do Coronavírus (CTC), que funcionava no Centro de Saúde Jorge Caldas, no centro da cidade, foi desmobilizado, e que o atendimento a esses pacientes foi distribuído para outras 4 unidades.

“O CTC foi desmobilizado para que seu prédio seja adaptado a fim de receber uma nova unidade de saúde. No entanto, o atendimento, tanto aos casos suspeitos de Covid-19, quanto das demais síndromes gripais, não foi interrompido. Só essa semana, 29 novos médicos foram contratados para reforçar o atendimento das síndromes gripais em todas as unidades de emergência do município”, explicou a prefeitura.

Entre as 4 unidades destinadas pela Secretaria de Saúde para atendimento a pacientes com sintomas de síndrome gripal, estão o Pronto Socorro da Imbetiba, as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Barra de Macaé e do Lagomar, e o Hospital Público Municipal da Serra, em Glicério.

“Entre 22 de novembro e 31 de dezembro de 2021, foram atendidos, nas unidades de emergência de Macaé, um total de 7.078 pessoas. Deste montante, apenas 19 casos foram detectados (menos de 1% do total) com Covid-19, o que confirma a tendência de redução dos casos no município. As equipes da Secretaria de Saúde continuam alertas e vigilantes, tanto nos novos casos de Influenza, quanto nas variantes de Covid-19. Em caso de suspeita, recomenda-se procurar a unidade de pronto atendimento mais perto de casa. Diante do quadro de redução dos índices de óbitos e diminuição do registro de novos casos, a Secretaria de Saúde adotou, a partir da 1ª semana do ano, o Boletim Epidemiológico semanal, que apresentará, às sextas-feiras, informações detalhadas sobre a situação da pandemia da Covid-19 e também dos casos de síndrome gripal. Reafirmamos que Macaé mantém a ‘bandeira verde’, apresentando os menores índices relativos a pandemia em todo o Estado, conforme análise do Grupo de Trabalho da UFRJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro). A decisão da Secretaria de Saúde está baseada nos baixos índices que a cidade tem apresentado para a Covid-19 e, também, dos novos casos de síndrome gripal, sendo importante separar os 2 quadros e manter a população informada de maneira correta”, concluiu a prefeitura nesta semana.

Mais lidas da semana