Mídias Sociais

Destaque

Prefeito de Macaé oferece denúncia à Procuradoria e ao MP para apurar “esquema” formado por médicos plantonistas do HPM

Bertha Muniz

Publicado

em

 

O prefeito de Macaé Dr Aluízio emitiu um ofício a Procuradoria Geral do Município, com cópia para o Ministério Público do Estado (MPRJ), pedindo a apuração imediata de negligência médica na morte de três crianças na emergência pediátrica do Hospital Público Municipal (HPM).

Segundo o documento redigido pelo próprio chefe do executivo, os plantonistas da unidade de saúde fazem um “esquema” de revezamento na hora do atendimento aos pacientes. Das 8h às 20h o setor de pediatria deveria atender com quatro pediatras, mas segundo a denúncia, apenas dois permanecem no plantão, enquanto outros dois descansam o que é proibido.

Em outubro do ano passado, o prefeito já havia determinado que o dormitório dos médicos ficasse fechado no horário de 8h às 20h, mas o “esquema” teria sido mantido à revelia. Não é de hoje que pacientes do HPM fazem denúncias a respeito da ausência dos plantonistas. Muitos médicos já foram, inclusive, flagrados falando ao telefone ou trocando mensagens de Whatsapp no estacionamento no horário em que deveriam estar em atendimento.

Nos últimos dois anos, três crianças morreram na emergência pediátrica do Hospital Público de Macaé (HPM). A última vítima, de apenas 1 ano, faleceu no início do mês passado.

“Na qualidade de pai, médico e, por hora, prefeito, entendendo que o fato não deveria ter ocorrido e que jamais volte a ocorrer, exijo a apuração rigorosa dos fatos”, disse Dr. Aluízio em um trecho do ofício.


 

Mais lidas do mês