Mídias Sociais

Covid-19

MP e Defensoria Pública criam canal para informações sobre falta d'água

Bertha Muniz

Publicado

em

 

O instrumento será usado para cobrar das autoridades medidas urgentes.

As ouvidorias do Ministério Público e da Defensoria Pública do Estado do Rio querem saber os locais que estão sem água. O acesso é um direito crucial para a contenção do coronavírus. Por isso, o órgão quer saber quais são os bairros e comunidades que apresentam problemas para tentar sanar o desabastecimento. A participação da população é fundamental para que as instituições.

As informações farão parte de um levantamento sobre a situação do fornecimento em todo o estado, sobretudo nas favelas. Segundo o ouvidor-geral, o instrumento será usado para cobrar das autoridades medidas urgentes.
Todos os dados serão repassados ao Núcleo de Defesa do Consumidor da Defensoria, que entregará um relatório à Cedae, Companhia Estadual de Águas e Esgoto.

As denúncias serão cruzadas com outras reunidas pelo Ministério Público e discutidas no gabinete de crise, criado especialmente para tentar dar solução a casos durante o surto da Covid 19. Caso não seja possível um entendimento extrajudicial com a Cedae, o Núcleo de Defesa do Consumidor e o Ministério Público poderão ajuizar uma ação coletiva.

O cidadão que quiser comunicar precariedade ou falta de abastecimento de água deverá encaminhar sua denúncia ou reclamação pelo link https://survey123.arcgis.com/share/1c52f06ec5784460a30ebe14a0c3a574. Após clicar no link, será aberta uma página, onde a pessoa terá que preencher os dados de onde mora e explicar quantos dias o bairro está sem água.

Mais lidas da semana