Mídias Sociais

Destaque

IML de Cabo Frio é reinaugurado com a presença do governador Cláudio Castro

Publicado

em

 

Unidade estava há cinco anos fechada; solenidade aconteceu na tarde desta sexta-feira (9).

Após cinco anos fechado, o Instituto Médico Legal (IML) de Cabo Frio foi reinaugurado na tarde desta sexta-feira (9). A solenidade contou com a presença do governador Cláudio Castro; do Secretário Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Rio de Janeiro (SECTI), Dr. Serginho; e do Secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski, dentre as autoridades estaduais.

O presidente da Câmara, Miguel Alencar e os vereadores Adeir Novaes, Alexandra Codeço, Alexandre da Colônia, Carol Midori, Douglas Felizardo, Jean da Autoescola, Josias da Swell, Vanderson Bento e Vinícius Corrêa também estiveram presentes. A unidade funciona no bairro Portinho, local onde serão realizados exames médico-periciais de natureza criminal tais como corpo de delito e necropsias. O IML é de suma importância para a sociedade cabo-friense. O primeiro a discursar foi o prefeito José Bonifácio.

O governador Cláudio Castro ressaltou a importância de investir em infraestrutura. “Não dá para ter segurança pública com uma polícia sucateada, sem um IML próximo que oferte uma perícia de qualidade. O sucateamento gera impunidade. Só com investimento em infraestrutura conseguiremos conter a criminalidade”, disse Castro.

A reforma do prédio do IML foi financiada pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Rio de Janeiro (SECTI), por meio da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ).

Foram investidos, aproximadamente, R$ 5,6 milhões nas obras de modernização do local, que, além de atender a população de Cabo Frio, também receberá demandas das cidades de Arraial do Cabo, Armação de Búzios, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande, Araruama, Saquarema, Rio Bonito e Silva Jardim.

A reforma geral do prédio contemplou a recuperação de telhado, a pintura e a restauração das partes elétrica e hidráulica. Além disso, a sala de necropsia também passou por manutenção e foram instalados aparelhos de ar-condicionado novos no local. O posto funcionará em regime de plantão, 24 horas por dia, onde vão atuar médicos legistas, técnicos e auxiliares de necropsia, papiloscopistas, além do pessoal de apoio administrativo.

“Hoje estamos reabrindo esta estrutura que é tão importante para a sociedade de toda a Região dos Lagos, trazendo de volta a dignidade às pessoas que passam por um momento tão triste que é a perda de um familiar. Este é um serviço essencial e que precisava ser restabelecido”, disse o secretário Dr. Serginho.

Mais lidas da semana