Mídias Sociais

Destaque

Conselho autua falso professor de Educação Física argentino é autuado por trabalhar irregularmente em Arraial do Cabo

Publicado

em

 

Fiscais do Conselho Regional de Educação Física da 1ª Região (CREF1), que engloba os estados do Rio e Espírito Santo, flagraram, nesta quinta-feira (3) um argentino que dava treinamento funcional no Parque Público Prefeito Hermes Barcellos, na Prainha, em Arraial do Cabo. O homem, que não provou ter formação profissional, nem apresentou um comprovante de residência fixa no estado, foi autuado e levado à delegacia do município, onde assinou um termo circunstanciado.

Segundo o CREF1, c caso será enviado ao Ministério Público. A ação faz parte da Operação Verão, que desde o início do ano fiscaliza a orla fluminense e pontos de maior movimentação, como parques e o entorno de arenas esportivas, com o intuito de coibir o exercício irregular da profissão.

Desde o início da semana, os agentes percorrem os municípios da Região dos Lagos.  Iguaba Grande, na última terça-feira (1), os fiscais autuaram, no bairro Cidade Nova, uma pessoa que estava com o registro profissional baixado, mas dava aulas de ginástica localizada – o que é proibido. Ela tem 15 dias para regularizar a situação junto ao conselho.

Além destes casos ao ar livre, os agentes flagraram outras seis pessoas exercendo ilegalmente a profissão em academias da região. Outros 16 profissionais foram notificados por não possuírem o Curso de Suporte Básico de Vida, que é obrigatório em cumprimento à Lei Estadual n° 7696, de 2017. O CREF1 oferece o curso gratuitamente aos seus associados, que só em no Rio são 60.611, segundo dados do órgão.

A Operação Verão do CREF1 vem com uma novidade este ano: além das abordagens em terra, um drone está sendo usado nas fiscalizações diárias. O modelo adquirido pelo conselho tem altitude máxima de 120 metros, velocidade máxima de 60 km/h, autonomia de 30 minutos em cada uma das três baterias e visa monitorar, de forma mais abrangente, o comportamento das atividades físicas nas áreas de atuação dos agentes. É a primeira vez que o equipamento é utilizado por um órgão de classe com o intuito de fiscalização no país.

“O drone chega para ser mais uma ferramenta tecnológica que contribui na logística das ações, prevendo possíveis problemas na operação, a fim de evitá-los e melhorá-los, além de garantir que essa operação seja executada com sucesso no combate ao exercício ilegal da profissão”, afirma Giovanna Pereira, Supervisora do Departamento de Fiscalização do CREF1.

Clique Diário

E. L. Mídia Editora Ltda
CNPJ: 09.298.880/0001-07
Redação: Rua Tupinambás 122 Gloria – Macaé/RJ

comercial@diariocs.com
(22) 2765-7353
(22) 999253130

Mais lidas da semana