Mídias Sociais

Destaque

Após ônibus incendiado em Cabo Frio, Salineira suspende e altera itinerários de algumas linhas nesta segunda (10)

Bertha Muniz

Publicado

em

 

O ato criminoso foi em retaliação à morte de dois traficantes durante um confronto com a polícia ocorrido na comunidade do Jacaré. 

A violência afeta o transporte público municipal em Cabo Frio, na Região dos Lagos, desde o fim de semana. E nesta segunda-feira (10) continuam fora de circulação os carros da Auto Viação Salineira que atendem as localidades de Jacaré, Peró, Gamboa e adjacências.

A medida foi tomada pela própria empresa, após um ônibus ter sido incendiado por traficantes na Avenida Wilson Mendes, na altura do bairro Jacaré, durante um confronto entre criminosos e policiais militares no último sábado (8). Duas pessoas ficaram feridas no ataque ao ônibus do Tangará. O ato criminoso foi em retaliação à morte de dois traficantes em confronto com a PM. Os homens serão enterrados nesta segunda-feira, segundo a polícia.

As linhas que saem do Terminal de São Cristóvão (e a B490 - Jardim Esperança, que sai da Avenida do Contorno) estão seguindo até o centro da cidade, fazendo retorno no Itajuru, passando pelo Shopping Park Lagos e seguindo pelo bairro Praia do Siqueira, passando pela Ponta do Ambrósio, Vinhateiro e seguindo viagem pela Estradinha. Ainda segundo a empresa, as linhas 309, 313, 328, 329, 338 e 343 não estão circulando no momento. Os itinerários voltarão ao normal assim que a segurança na localidade for restabelecida.

A violência também afetou o setor da saúde, o Posto de Saúde do Jacaré está fechado nesta segunda-feira (10), de acordo com a prefeitura. A empresa informou que só retornará à normalidade, depois que tiver garantias de segurança para funcionários e passageiros, ou seja, quem precisar do transporte coletivo vai ficar a pé.

O comando do 25º Batalhão de Polícia Militar (25º BPM) afirmou, também nesta segunda (10), que mantém  o reforço do policiamento na comunidade do Jacaré e em seu entorno, visando reestabelecer a Ordem Pública e segurança para a população.

 


 

Mais lidas do mês