Mídias Sociais

Destaque

Ação conjunta encerra 'grauzinho' que reunia mais de 50 motociclistas na Linha Verde, em Macaé

Publicado

em

 

Uma operação conjunta entre agentes das secretarias de Mobilidade Urbana, Ordem Pública e do 32º Batalhão de Polícia Militar (32º BPM), encerrou a realização de um evento clandestino conhecido como “grauzinho”, realizado por um grupo de motociclistas neste domingo (4), na Linha Verde, em Macaé. A prática vem ocorrendo há meses em diversos pontos da cidade.

Na ação foram realizadas 28 abordagens e 16 autuações. Ao todo, cinco motocicletas recolhidas ao pátio da Guarda Municipal. Segundo a secretaria de Mobilidade Urbana, as ações vão continuar para coibir que motocicletas sem placa, barulhentas e circulando de forma irregular nas vias, continuem a trafegar na cidade de forma desordenada. Não há horário, dia e local definidos para as operações.

"O objetivo é coibir qualquer tipo de irregularidade envolvendo motocicletas que causam a desordem na cidade. Em parceria com a Ordem Pública e Polícia Militar, vamos continuar a realizar essas operações para que seja mantida a ordem no trânsito. Não podemos deixar que os moradores da cidade tenham que conviver com essas situações que tiram o sossego de todos e causam impacto direto no trânsito", disse o secretário de Mobilidade Urbana, Jayme Muniz.

No “grauzinho”, motociclistas realizam manobras perigosas: empinando, derrapando, fazendo zigue-zague e colocando a vida de usuários da via pública em risco. De acordo com o 9º Grupamento de Bombeiros de Macaé, até a primeira quinzena de maio foram registrados 381 atendimentos na região de abrangência. A maioria por colisão de veículos e, em especial, acidentes envolvendo motocicletas, por falta de uso de equipamentos e abusos decorrentes de direção perigosa.

Prática recorrente

A prática do “grauzinho” em Macaé tem sido recorrente. No dia 28 de maio, agentes da Guarda Municipal (GM) impediram a realização do “evento”, organizado por um grupo de motociclistas nas ruas do condomínio Vale das Palmeiras, durante a madrugada. Os fiscais atuavam na barreira sanitária instalada no Parque de Tubos, quando abordaram dezenas de jovens que tentavam entrar na cidade, vindos de outros municípios.

“Um problema que vem crescendo constantemente em Macaé, é a questão do "grauzinho", onde diversos grupos de "motoqueiros", arrancam a descarga de suas motos e se unem para praticarem manobras de empinar seus veículos em uma roda. Esses eventos, muito embora uns e os próprios achem normal, que é apenas uma prática de esporte automobilística, não é! Trata-se de crime de trânsito e perturbação ao sossego, fora os demais crimes correlatos a prática.”, explicou na época, o coordenador da Coordenadoria de Operações Especiais da GM, e comandante do Grupamento de Apoio Operacional (GAOp), órgão da GM, José Silva.

 

Mais lidas da semana