Mídias Sociais

Política

Reunião entre prefeito de Macaé e representantes do governo britânico reforça importância do município no setor de energia

Avatar

Publicado

em

 

Comprovando a importância de Macaé para a cadeia energética internacional, o prefeito Dr. Aluízio (PSDB) participou nesta quinta-feira, 10, de reunião por videoconferência com representantes do governo britânico.

A reunião coloca Macaé como a cidade representante brasileira da Parceria Mundial de Cidades Energéticas (World Energy Cities Partnership, WECP), que, atualmente conta com 19 cidades participantes em todo o mundo.
“A WECP conecta as principais cidades energéticas de todos os continentes comprometidos em promover a transição para um futuro energético mais sustentável. Muitas delas abrigam as maiores empresas de energia do mundo, que lideram iniciativas para construir um futuro com menos carbono, desenvolvendo toda gama de fontes de energia para alimentar o mundo hoje e amanhã”, comentou a prefeitura.

Para Dr. Aluízio, a entrada de Macaé na organização serve como reconhecimento dos esforços do município desde a chegada da Petrobras, no fim da década de 70 até os dias atuais, quando o município já é tido dentro da cadeia de óleo e gás como uma das mais importantes do mundo.
“A participação de Macaé na WECP nos dá um reconhecimento que buscamos há mais de 40 anos. Hoje, alcançamos um conceito mundial no setor de energia, ao lado de cidades como Houston (EUA) e tantas outras”, afirmou o prefeito.
Além de Dr. Aluízio, a reunião contou com a participação virtual de Simon Wood, cônsul geral britânico no Rio; de John Reynolds, councillor [vereador] e diretor de desenvolvimento internacional de Aberdeen, na Escócia; de Renato Cordeiro, gerente de energia do governo britânico no Brasil; de Barrie Lloyds Jones, ex-cônsul honorário britânico em Macaé; e de Ishbel Craig, gerente de negócios internacionais da Prefeitura de Aberdeen.

“Um dos principais objetivos da WECP é servir como plataforma de troca de experiência e conhecimento entre as cidades parceiras. Desta forma, a partir do Memorando de Entendimento, que ainda será assinado, a atual presidente da WECP, a Aberdeen, irá indicar oficialmente Macaé para participar da WECP. E, assim, terão uma relação formal com objetivos de promover estratégias em torno de desenvolvimento dos setores de energia em cada cidade, além de promover e facilitar delegações cívicas e comerciais, aumentar oportunidades de construir relações entre entidades relevantes do setor público e privado”, detalhou a prefeitura, destacando novas parcerias entre a cidade escocesa e a Capital Nacional do Petróleo.

Ainda de acordo com o município, outro fator importante no setor de energia em Macaé é um estudo da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), que mostra “bons ventos” numa faixa que vai do norte do Estado até a cidade de Cabo Frio, algo que coloca Macaé com potencial para futuros projetos no setor de energia eólica.

Mais lidas da semana