Mídias Sociais

Política

Prefeitura de Macaé se prepara para manter pagamento do Bolsa Alimentação neste mês de julho

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé divulgou nesta terça-feira, 7, uma mensagem aos beneficiários do Bolsa Alimentação que não disponibilizaram contas bancárias no cadastramento do auxílio emergencial para que guardem os cartões de pagamento criado em conjunto pelo Banco Itaú e pelo município.

“Os beneficiários da Bolsa Alimentação que recebem através do cartão, devem mantê-lo em posse para o pagamento da 4ª parcela do benefício, que será realizada ainda este mês”, pediu a prefeitura.

Proposto com benefício de 100 reais, o benefício teve seu valor dobrado para 200 reais após destinação de 5,3 milhões de reais do Fundo do Legislativo, aprovado por todos os 17 vereadores na votação da criação do Bolsa Alimentação, em sessão extraordinária do último dia 30 de março.

Segundo a prefeitura, o auxílio emergencial visa garantir a segurança alimentar dos alunos para compensar os efeitos da falta de oferta de merenda escolar durante a pandemia do coronavírus.

Devido às medidas de isolamento social e restrição de circulação para prevenção da pandemia, as aulas no município, tanto na rede pública quanto na rede privada, estão paralisadas por decreto do prefeito Dr. Aluizio (PSDB).

“A ajuda mensal de 200 reais ocorrerá exclusivamente no período de recesso escolar concedido pelo Poder Público Municipal, em razão da disseminação do novo coronavírus, podendo ser revogada a qualquer momento, de acordo com a retomada das atividades escolares regulares ou com a conveniência”, acrescentou o município.

Nesta terça-feira, a Câmara Municipal aprovou um requerimento do vereador Guto Garcia (PDT), ex-secretário de Educação, de uma audiência pública para discutir a elaboração de um plano para as voltas às aulas na cidade.

De acordo com o vereador autor da solicitação, o município já teria definido que não retornaria às aulas enquanto a taxa de reprodução do vírus não ficasse abaixo de 1, na faixa verde, lembrando que atualmente essa taxa se encontra em 1,4, na faixa laranja. Guto Garcia ressaltou ainda que a prefeitura vem trabalhando na formulação deste planejamento de retorno das aulas, mas defendeu a importância da participação dos parlamentares não apenas na participação, como também na fiscalização dessas medidas.

Mais lidas da semana