Mídias Sociais

Política

Prefeitura de Cabo Frio tem repasses federais de R$ 3,7 mi bloqueados pela Receita Federal

Avatar

Publicado

em

 

Mesmo depois da notícia da aprovação do pedido de empréstimo junto ao Governo Federal, que a Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro) conseguiu graças a ajuda do Senador Marcelo Crivella (PRB), a Prefeitura de Cabo Frio continua aprontando das suas.

No fim desta semana, o jornalista Alessandro Teixeira publicou em sua página internet que a cidade, que segue com inúmeras dificuldades para honrar compromissos com servidores públicos, empreiteiros e demais credores, ainda não homologou os dados contábeis do Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos de Saúde (SIOPS).

O erro da prefeitura anda custando caro para os cofres públicos, já que os R$ 3.732.737,16 do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), repasses federais a que o município tem direito, estão bloqueados pela Secretaria da Receita Federal.

Segundo o jornalista, a Prefeitura não entregou os dados necessários do 6º bimestre e, com isso, não pode receber alguns repasses federais, principalmente o FPM, desde o dia 13 de março, conforme se pode conferir no site do Tesouro Nacional.

Assim, os R$ 1.946.047,15 de abril somados aos R$ 1.786.690,01 de março ampliaram o total do valor retido pela Receita Federal, aumentando também fase crítica da economia municipal, fase esta que o Prefeito Aliar Corrêa tenta justificar culpando a crise internacional no setor petrolífero que fez despencar o preço do barril do petróleo no mundo, e, com isso, os valores recebidos pelos municípios em royalties.

Nesta sexta-feira, o Alair esteve reunido com representantes do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe Lagos), que cobram os salários atrasados dos servidores municipais da educação, e novamente, usou o mesmo discuros.

“Todos estão acompanhando o processo econômico do Estado e de Cabo Frio. Só conseguiremos pagar em dia após tivermos um fundo de mais de 30 milhões de reais. Sem isso, não temos como voltar a pagar em dia. Eu estou em busca de recursos porque preciso pagar em dia, esse é meu desejo, eu luto por isso todos os dias. A chegada desses recursos financeiros é nossa prioridade”, disse Alair, esquecendo-se de explicar aos servidores porque a prefeitura está com os repasses do FPM bloqueado.

Tunan Teixeira


 

Mais lidas do mês