Mídias Sociais

Destaque

Prefeito de Macaé explica benefícios da redução de royalties dos campos maduros para a cidade

Avatar

Publicado

em

 

Em entrevista coletiva, nesta quinta-feira, 24, prefeito também anunciou encontro com presidência da Shell

 

Tunan Teixeira

 

Nessa quinta-feira, 24, o Prefeito de Macaé, Dr. Aluizio (PMDB), recebeu a imprensa e representantes da classe empresarial e política da cidade para falar sobre a redução dos royalties e a campanha “Menos Royalties, Mais Empregos”.

Durante o evento, que aconteceu no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho, o prefeito ressaltou os benefícios para a cidade com a medida, aprovada pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).

“O que a cidade precisa entender é que o boom acabou e não vai acontecer de novo. Os poços estão em declínio. Essa é a realidade. O leilão vem aí, mas isso demora a dar resultados, tem licença ambiental, tem um monte de coisas para acontecer antes. Qual é a nossa saída? É essa, dos campos maduros. Não há outra. A indústria do petróleo está paralisada. E ela não pode ficar esperando. O que pode dar resultado? Investir nos campos maduros. Quando eu estive com o Parente (Pedro Parente, presidente da Petrobras), eu falei sobre essa redução – que não é invenção minha não; está na lei, que tem 20 anos. Quando falei com ele, ele disse, ‘olha, se você reduzir os royalties, eu volto a investir na Bacia de Campos. O que você reduzir, é o que eu vou investir’. Então, para ficar bem claro, hoje a Petrobras tem uma produção média de 1,3 milhões de barris por dia. Desse valor, a gente ganha 10%. Isso não vai mudar. Se a gente não fizer nada, a tendência é que essa produção continue caindo. Com essa redução, além desses 10%, a gente vai ganhar mais 5% do que incrementar na produção. Não é perder 5, é ganhar 15, porque se nada for feito, a indústria do petróleo vai embora”, explicou Dr. Aluizio.

O prefeito elogiou ainda a estrutura da cidade, lembrando da capacidade hoteleira, gastronômica, e em outras áreas como educação e até de saúde, falando sobre o hospital da Unimed, que está sendo construído na Glória, e que, segundo ele, também é benéfico para o município.

Dr. Aluizio anunciou também que toda essa infraestrutura que foi sendo construída no município, principalmente pela iniciativa privada, pode ajudar a influenciar outra gigante do petróleo, e que há tempos é o centro de boatos no município: a Shell.

“Esse é o nosso próximo desafio. Eu não sei nem se eu poderia estar falando sobre isso aqui, mas não é novidade para ninguém o interesse da empresa na cidade. Por quê? Porque Macaé legal? Não. Por causa da concentração de conhecimento especializado, de infraestrutura, da rede hoteleira, de tudo que a cidade oferece para a indústria do petróleo. Ninguém se encanta mais só com conversa. Amanhã eu vou conversar com o presidente da Shell. E é isso que a gente vai apresentar, uma cidade capaz de enfrentar essa crise e, principalmente, preparada para abrigar a indústria do petróleo ainda por muito tempo. Macaé é muito forte”, revelou o prefeito.

Foto: Igor Faria

 

Mais lidas da semana