Mídias Sociais

Política

Pagamento da 12ª parcela do Bolsa Alimentação de Macaé já começou a ser liberado nesta quinta-feira, 18

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé começou a pagar, nesta quinta-feira, 18, a 12ª parcela do Bolsa Alimentação para os alunos matriculados na rede pública municipal de ensino que estão cadastrados no programa e que recebem através de conta corrente do Banco Itaú (na foto, agência do calçadão, no Centro) e de outros bancos.

Nesta sexta-feira, 19, o pagamento do auxílio emergencial de 200 reais será feito aos beneficiários que têm conta poupança de outras agências diferentes do Banco Itaú, lembrando que os pagamentos passaram a ser feitos apenas por meio de crédito em conta corrente ou poupança.

“Neste mês de março, a liberação do auxílio através de ordem de pagamento foi encerrada. Já no mês de dezembro, o pagamento através do cartão Credicard foi finalizado, e os beneficiários passaram pelo recadastramento junto aos diretores das escolas municipais”, acrescenta a prefeitura.

Proposto com o valor de 100 reais pela gestão do ex-prefeito Dr. Aluízio (sem partido), o auxílio emergencial teve seu valor dobrado após aprovação da destinação de 5,3 milhões de reais do Fundo do Legislativo pela Câmara Municipal em abril de 2020.

O benefício visa garantir a segurança alimentar dos alunos matriculados na rede pública municipal para compensar os efeitos da falta de oferta de merenda escolar, já que as aulas presenciais da rede estão paralisadas desde março de 2020 devido aos riscos de contágio do coronavírus.

Desde a posse do atual prefeito, Welberth Rezende (CIDADANIA), o governo vem garantindo a concessão do auxílio até que as aulas presenciais sejam normalizadas, o que chegou a começar a acontecer neste mês de março de 2021, com o lançamento do Plano de Retomada das atividades escolares presenciais, mas que voltou a ser paralisada devido ao agravamento da situação da pandemia na cidade.

“O auxílio emergencial ocorre, exclusivamente, em razão da disseminação do coronavírus, podendo ser revogada a qualquer momento, de acordo com a retomada das atividades escolares presenciais, ou com a conveniência da administração pública municipal”, alerta a prefeitura.

Sobre os pagamentos da 12ª parcela do benefício, o município informa que uma nova lista será divulgada com um calendário de pagamento para quem recebia por ordem de pagamento e informou os dados para escola recentemente; quem solicitou mudança de conta corrente ou do titular; e para os beneficiários que tiveram problema no recebimento do auxílio, ou seja, tiveram as contas com recusa.

Entre os principais motivos de problemas no cadastramento divulgados pela prefeitura, estão CPF diferente do cadastrado no Bolsa Alimentação; número de agência e conta errados; informação de conta errada, como número de conta corrente e é conta poupança ou vice-versa; titular da conta não é o responsável pela recebimento; e conta bloqueada.

Mais lidas da semana