Mídias Sociais

Política

Macaé realiza nesta sexta-feira, 18, sua 4ª Conferência Municipal de Cultura

Publicado

em

 

Teatral Municipal de Macaé, no centro da cidade, recebe 4ª Conferência Municipal de Cultura, que começa nesta sexta-feira, 18, e se encerra no sábado, 19

Começa nesta sexta-feira, 18, a 4ª Conferência Municipal de Cultura de Macaé, que acontece no Teatro Municipal, com início marcado para as 18h. O evento, que tem duração prevista de 3 horas, se encerra no dia seguinte, sábado, 19, com início das atividades a partir das 9h.

As inscrições para participar da Conferência ainda podem ser feitas gratuitamente através da internet e a prefeitura lembra que é necessário escolher 1 dos 6 eixos temáticos que serão discutidos pelos grupos de trabalho (GTs) no momento da inscrição.

Segundo o governo municipal, o tema central desta edição é “A Cultura como vetor de desenvolvimento social e econômico em Macaé, no Estado do Rio de Janeiro e no Brasil”, e os eixos são Economia da Cultura e Tecnologias (Eixo 01); Infraestrutura cultural, integração e desenvolvimento (02); Cultura e sustentabilidade (03); Democracia, cidadania e diversidade (04); Política Cultural, gestão e formação (05); Preservação e salvaguarda do Patrimônio Cultural (06).

Presença confirmada no evento, o Coordenador de Economia Criativa da Secretaria Estadual de Cultura do Rio, Carlos Cavalcanti, virá para ser um facilitador das discussões promovidas no evento, colaborando com a população local.

“Ele é consultor e gestor de empreendimentos criativos nas áreas de cultura, esporte, meio ambiente e do entretenimento; especialista em terceiro setor, sustentabilidade e responsabilidade social e irá colaborar com o Eixo 01”, contou a prefeitura.

O governo municipal detalhou ainda as especificidades dos 6 eixos de trabalho da Conferência, explicando que o Eixo 01 tem como objetivo avaliar o papel e os desafios do setor cultural para a economia e o desenvolvimento do país, considerando as transformações tecnológicas que impõem novos modelos de produção e difusão.

“Este eixo propõe uma reflexão sobre a relevância da Cultura não apenas por seu valor simbólico, mas também pelo seu potencial econômico e social, a relação da tecnologia e as novas mídias nesse cenário. Já o Eixo 02, em razão do difícil momento econômico atual, discutirá sobre as formas como a sociedade e o Estado devam se unir de forma criativa, para a manutenção, o desenvolvimento e a reinstituição dos direitos culturais. O Eixo 03 inclui a cultura como o quarto pilar da sustentabilidade, na anterior tripartite da sustentabilidade com foco econômico, social e ambiental. De acordo com este parâmetro, uma sociedade sustentável promove a diversidade cultural, o pluralismo e a solidariedade, principalmente com debates profundos sobre os desafios que refletem no estilo de vida das pessoas”, enumerou a prefeitura.

Falando sobre os 3 eixos restantes, o governo municipal revelou que o Eixo 04 também tem seu facilitador confirmado. Será o assessor técnico da Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), professor e militante cultura, Fábio Lima, que também chefiou a Comissão de Cultura da Câmara de Niterói e a Representação Regional do Ministério da Cultura RJ/ES.

“Este eixo debaterá sobre ações de democratização do acesso à cultura, sobre a fruição, os meios de produção cultural, o apoio e estímulo às ações de cidadania cultural, sobre a preservação da diversidade de identidades culturais presentes nos territórios e ainda sobre os diferentes papéis do poder público e da sociedade civil nesse contexto. O Eixo 05 se debruçará sobre a formulação e implantação de políticas públicas de cultura, democráticas e permanentes. As ações são pactuadas entre os entes da federação e a sociedade civil, para promover o desenvolvimento humano, social e econômico, com pleno exercício dos direitos culturais e acesso aos bens e serviços do setor. A formação e a capacitação de pessoal para atuar na área cultural, onde cada vez mais, programas de qualificação devem ser mantidos, garantindo uma ‘mão de obra’ capacitada e apta para empreender todas ações na gestão cultural são abordadas. Por fim, o Eixo 06 consiste em tudo o que a sociedade preserva com o objetivo de garantir a sobrevivência de sua história e de sua cultura. O GT irá abordar aquilo que refletir o desejo de valorizar as memórias coletivas, sendo bens materiais ou imateriais, através de instrumentos de preservação e salvaguarda cultural”, complementou a prefeitura.

Para realizar as inscrições, os interessados podem acessar o link https://goo.gl/forms/WSZPrV31OafUt4AH3 ou a página do evento no Facebook, cujo título é “4° Conferência Municipal De Cultura”. O credenciamento será feito na sexta-feira, no próprio teatro, e a eleição dos delegados municipais que irão à Conferência Estadual de Cultura está marcada para as 16h45 de sábado.


 

Mais lidas do mês