Mídias Sociais

Política

Iniciado nesta segunda-feira, 2, prazo para solicitar remanejamento escolar em Macaé termina nesta sexta-feira, 6

Avatar

Publicado

em

 

Termina nesta sexta-feira, 6, o prazo para solicitação do remanejamento escolar na rede pública municipal de ensino de Macaé. De acordo com a Secretaria de Educação, o procedimento é direcionado para pais ou responsáveis que necessitam transferir os alunos de escola em 2020.

O resultado da solicitação, que já pode ser feita desde esta segunda-feira, 2, estará disponível nas unidades escolares de origem dos alunos, a partir do próximo dia  6 de janeiro do ano que vem.

“Para solicitar o remanejamento, basta o pai ou responsável comparecer, dentro do prazo, na unidade municipal em que o aluno estuda e preencher formulário específico. O documento será encaminhado pela escola municipal à Secretaria de Educação para análise do pedido, de acordo com a disponibilidade de vagas. O critério utilizado é a proximidade da residência. Caso não haja vaga na unidade escolar solicitada, o aluno permanecerá na escola municipal de origem. Após ser solicitado o remanejamento, o procedimento não poderá ser cancelado. No entanto, se responsável desistir do remanejamento, este perderá tanto a vaga da unidade escolar de origem quanto a vaga da escola municipal de destino, tendo assim, que realizar a pré-matrícula”, detalha a pasta.

Para efetuar a matrícula, os pais ou responsáveis dos alunos deverão comparecer à escola municipal de destino entre 6 e 10 de janeiro de 2020, quando precisarão apresentar, original e cópia da certidão de nascimento, ou de certidão de casamento ou documento oficial que a substitua; da carteira de identidade para aluno maior de idade; uma foto 3x4; e o original do protocolo de transferência para continuidade de estudos em 2020.

Além disso, os pais ou responsáveis pelos alunos devem apresentar comprovante de residência, que pode ser recibo de conta de luz, água ou outra correspondência; bem como o cartão do programa Bolsa Família, se for beneficiário; o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS); e o laudo clínico, no caso de alunos com necessidade de atendimento educacional especializado.

A Secretaria de Educação ressalta ainda que os originais dos documentos serão devolvidos aos interessados no ato da matrícula, exceto pela declaração de escolaridade, protocolo ou histórico escolar dos alunos.

Mais lidas da semana