Mídias Sociais

Destaque

Comissão responsável pela revisão do Regimento Interno da Câmara de Macaé está perto de apresentar relatório

Avatar

Publicado

em

 

Trabalho de revisão do texto vem sendo feito por Comissão Especial desde fevereiro

 

Foto: Divulgação

 

 

 

Tunan Teixeira

 

Depois de 5 meses de trabalho, salvo o mês de recesso parlamentar, o relatório da Comissão Especial formada para propor a revisão do Regimento Interno (RI) da Câmara Municipal de Macaé está finalmente ficando pronto.

A informação foi dada pelo próprio relator da Comissão, Marcel Silvano (PT), que trabalha na companhia dos vereadores, Julinho do Aeroporto (PMDB), Welberth Rezende (PPS), Luciano Diniz (PMDB) e Maxwell Vaz (SD), nesta semana.

Segundo o vereador, as pesquisas para as modificações no texto foram feitas e baseadas em regimentos internos de câmaras de municípios que são consideradas referência na atuação e procedimentos legislativos, como Niterói, no Rio, Curitiba, no Paraná, e Juiz de Fora, em Minas Gerais.

“Esse é um trabalho que pode levar a Câmara de Macaé a um tempo adequado para sua importância, seus custos, seu trabalho e a situação de compatibilidade com os desafios que a cidade enfrenta diariamente. Com ele, o Legislativo deve se fortalecer e melhorar sua relação com a cidade”, disse Marcel, que na relatoria, contou com sua equipe de assessoria para construir o documento, finalizando um trabalho iniciado em abril deste ano.

Ainda de acordo com o vereador líder da oposição no Legislativo macaense, o relatório deve finalmente ser entregue em duas semanas, com as propostas de revisão para o texto que tem dos 198 artigos.

Marcel revelou ainda que o conteúdo do Regimento Interno foi revisto e constará no relatório que será apresentado aos demais vereadores, e que as mudanças visam fortalecer as Comissões da Casa, além de dar mais clareza e nitidez aos procedimentos legislativos, dar mais transparência aos vereadores e a sociedade, superar divergências entre o RI e a Lei Orgânica do Município e democratizar os espaços, debate e trâmites.

Aprovada na primeira sessão do ano, em fevereiro, a Comissão Especial para a revisão do Regimento deve mexer ainda em temas polêmicos, como a redução do tempo do recesso parlamentar, pauta sempre defendida por Julinho, que preside a comissão.

O relatório deve ser apresentado em uma das sessões ordinárias que acontecerão nos dia 26 e 27 de setembro, daqui duas semanas, quando deve entrar na pauta para apresentação, discussão e votação do documento.

 

Mais lidas da semana