Mídias Sociais

Política

1º caso suspeito de coronavírus no Estado do Rio, em Nova Friburgo, deixa cidades da região atentas

Avatar

Publicado

em

 

Depois da confirmação do 1º caso de coronavírus no Brasil, nesta semana, com um paciente em São Paulo, que voltava de uma viagem à Itália, surgiu, nesta quarta-feira, 26, a informação de um caso suspeito da doença em Nova Friburgo, no interior do Estado.

A proximidade da cidade serrana com a região provocou reações do prefeito de Macaé, Dr. Aluizio (PSDB), que usou sua conta no Twitter para comentar o assunto e tentar apaziguar os ânimos da população, sem esquecer outras doenças que precisam de atenção dos cidadãos não apenas macaenses, mas em todo território fluminense.

“O coronavírus inicia seu ciclo no Brasil. Novos casos surgirão e com isso, muitas incertezas. Mas há um fato conhecido. A dengue. Se por hora não temos muito a fazer contra o coronavírus, há muito que fazer contra o mosquito da dengue [Aedes aegypti]. Comece agora”, lembrou Dr. Aluizio.

O 1º caso suspeito no interior do Estado do Rio foi confirmado pela Prefeitura de Nova Friburgo, que, em nota oficial, explicaram a situação, em sem dar muitos detalhes da pessoa supostamente infectada que ainda aguarda confirmação da suspeita.

“Foi notificado na última quarta, dia 26, um caso suspeito do novo coronavírus por um hospital da rede privada do município. Trata-se de uma paciente, moradora de Nova Friburgo, que realizou cruzeiro com destino à Argentina no dia 16 deste mês e retornou ao Brasil esta semana. Segundo o hospital, a paciente passa bem, sem agravo de quadro, com previsão de ser liberada hoje. Ela receberá todas as orientações de precaução de contato. No atendimento, foram adotadas todas as medidas preventivas para transmissão por gotículas, coletou amostras e realizou testes para vírus respiratórios comuns”, revelou a gestão de Nova Friburgo.

A administração do município da região serrana do Rio esclareceu também que o material coletado para análise específica foi encaminhado para o Laboratório de Central Noel Nutels (LACEN-RJ), de referência no Estado, que também encaminhará o material para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), de acordo com o protocolo internacional, conforme preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

“O caso só poderá ser confirmado ou descartado, após o resultado. A Subsecretaria de Vigilância em Saúde do município de Nova Friburgo acompanha o caso rigorosamente junto à Secretaria Estadual de Saúde”, completou a prefeitura da cidade da Serra.

Segundo reportagem do jornal O Globo, nas últimas 24 horas, 9 países, incluindo o Brasil, informaram seus primeiros casos da doença, entre eles a Dinamarca, a Estônia, a Geórgia, a Grécia, a Macedônia, a Noruega, o Paquistão, e a Romênia.

No Brasil, o 1º caso foi confirmado também nesta quarta-feira, em São Paulo, em um homem de 61 anos de idade que retornou ao país após viagem para a Itália. Além disso, outros 20 casos suspeitos estão sendo monitorados em 7 estados da Federação.

Na Europa, já são mais de 528 casos confirmados da doença, com 14 vítimas fatais. Na Ásia, já são quase 80 mil casos confirmados, com mais de 78 mil na China, e quase 3 mil mortos pelo coronavírus. No Japão, o governo suspendeu as aulas em todas as escolas. E no Oriente Médio, são quase 300 casos confirmados, com mais de 26 mortos.

Mais lidas da semana