Mídias Sociais

Destaque

Vídeo: Polícia Civil prende foragida por fraudes no INSS e estelionato em Iguaba Grande

Bertha Muniz

Publicado

em

 

⁸Policiais Civis coordenados pelo Delegado Titular Dr. Milton Siqueira Júnior efetuaram a prisão de Juliete Barreto Neira na Rua Itália, nesta quinta feira (13), em Iguaba Grande.

Contra a mulher, existiam dois mandados de prisão preventiva, expedido pela 8ª Vara Federal Criminal, pela prática dos crimes de Estelionato, Apropriação Indébita, Certidão ou Atestado Ideologicamente Falso, Peculato e Inserção de Dados Falsos em Sistema de Informação.

De acordo com a ocorrência, a ação aconteceu depois de uma semana de trabalho de inteligência e trabalho de campo, incluindo “campanas”. As investigações iniciaram em 2009 pela Delegacia de Repressão aos crimes Previdenciários (Deleprev).

A prática criminosa consistia na concessão de benefícios de forma fraudulenta a contribuintes que não faziam jus aos benefícios, pois não haviam preenchidos os requisitos necessários. Através da inserção de dados falsos no sistema do INSS, a acusada e o restante da quadrilha concedia o benéfico a segurados fictícios a partir de dados gerados por uma funerária envolvida no esquema.

Ainda segundo a PF, a quadrilha também fazia empréstimos consignados nos benefícios fraudados, adiantando o produto do crime.

Além de Juliete, foram indiciados outros funcionários pelo mesmo esquema criminoso. A apuração preliminar indicou que as fraudes causaram um prejuízo de cerca de R$ 1 milhão aos cofres do INSS.

Para se furtar da prisão e dificultar sua localização, a criminosa em horário de expediente se homiziava em outra casa pertencente a terceiros e sem vínculos com a procurada.

Juliete soma em sua ficha criminal 70 anotações. Ela também é acusada de Estelionato e Apropriação indébita contra sua própria sogra, a qual em 2018 de maneira ardil e fraudulenta fez assinar uma procuração da qual a criminosa fez uso para fazer um empréstimo bancário no valor de aproximadamente 20 mil Reais.

A foragida foi levada para a 129ª Delegacia Policial (129ª DP), onde ficou à disposição da Justiça. Assista:

 

Mais lidas da semana