Mídias Sociais

Polícia

Segurança assassino de médica em Búzios se entrega a polícia

Publicado

em

 

Filipe Batista Francelino, de 31 anos, estava foragido desde agosto de 2016, quando foi apontado como autor do crime

 

Bertha Muniz

 

O vigilante Filipe Batista Francelino, de 31 anos, acusado pela Justiça de assassinar a médica Maria Júlia Mateotte, em agosto do ano passado, se entregou à Polícia Civil de Armação dos Búzios na manhã desta sexta-feira (1º).

A médica foi encontrada morta e amarrada em uma casa localizada na Av. José Bento Ribeiro Dantas, no Bairro Baía Formosa, em Armação dos Búzios. Conforme levantamentos preliminares, não havia sinais de arrombamento e a casa estava toda arrumada.

Durante as investigações, surgiram indícios de envolvimento do crime de Filipi  e, por causa disso, o delegado Rômulo Alves representou pela expedição de mandado de busca e apreensão na casa do autor, medida deferida pela Justiça. Os peritos da DHNSG realizaram um minucioso trabalho, analisando as roupas, objetos e o veículo do autor, onde foram constatadas a presença de sangue da vítima.

Com base nas provas reunidas, o delegado Rômulo representou pela decretação da prisão do autor que foi deferida.  Filipi era empregado da empresa de Vigilância Patrimonial contratada pelo condomínio. Logo após ser identificada, a Justiça decretou a prisão do acusado, que estava foragido desde então. Filipi se apresentou À 127ª Delegacia Policial de Armação dos Búzios (127ª DP) acompanhado do pai e do advogado.


 

Mais lidas do mês