Mídias Sociais

Destaque

Polícia Civil faz reconstituição da morte de homem baleado por PM em São Pedro da Aldeia

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Na manhã desta quarta-feira (26), a Polícia Civil realizou uma reconstituição simulada do homicídio de Stefano Ferreira Rangel, de 40 anos.

O crime aconteceu em 6 de março deste ano, no canto direito da Praia do Sudoeste, em São Pedro da Aldeia, quando a vítima foi atingida nas costas por um tiro disparado por um policial militar do 25º Batalhão de Polícia Militar.

De acordo com informações, os dois policiais envolvidos no crime e os dois amigos que estavam com Stefano no momento do homicídio participaram da diligência.

O intuito da simulação é chegar o mais próximo possível do ocorrido no dia do fato, já que as versões dos suspeitos do crime e das vítimas são divergentes.

Em depoimento na 125ª Delegacia de Polícia, os militares alegam que teriam reagido a um suposto disparo realizado por um dos rapazes. Em contrapartida, imagens de câmeras de segurança mostram que o trio não estava armado.

A família contou que espera que a justiça seja feita e determine a prisão dos policiais envolvidos no caso, "que executaram friamente Stefano, que não oferecia risco nenhum aos policiais militares que foram capazes de atirar pelas costas de uma pessoa desarmada".

Relembre o caso

Stefano Ferreira Rangel, de 40 anos, foi morto a tiros por um policial militar na Praia do Sudoeste, em São Pedro da Aldeia.

Segundo informações, o homem estava com mais dois amigos no canto direito da praia, fazendo uso de entorpecentes. Ao perceber a presença de uma viatura policial, eles correram em direção às pedras.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento exato em que o trio é perseguido por dois agentes. Nenhum dos três rapazes estava armado ou oferecia risco à polícia.

Dois disparos foram efetuados pelos policiais e Stefano acabou sendo baleado nas costas por um tiro de pistola calibre ponto 40. Ele não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Conforme a família, a vítima teve ainda o tênis, relógio e um cordão de ouro subtraídos durante o traslado entre o local do crime e o hospital.

Mais lidas da semana