Mídias Sociais

Destaque

Patrulha Maria da Penha já realizou mais de mil atendimentos a ocorrências de mulheres vítimas na Região dos Lagos

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Mais de mil atendimentos às mulheres vítimas da violência. No mês em que é para ser celebrado o Dia Internacional da Mulher, o número de assistidas pelo programa Patrulha Maria da Penha, apenas na Região dos Lagos, chega a assustar.

Conforme dados divulgados pela Polícia Militar, desde o início do programa, em 2019, até fevereiro deste ano, A Patrulha Maria da Penha - Guardiões da Vida, do 25º Batalhão de Polícia Militar, que cobre os municípios de Cabo Frio, Saquarema, Araruama, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande, Arraial do Cabo e Armação dos Búzios, já atendeu 255 mulheres e realizou 1.119 atendimentos, como fiscalização de medidas protetivas, assistência à mulher e visitas de acompanhamento.

Cabo Frio - que nesta semana foi chocada com um crime brutal de feminicídio com requintes de crueldade, quando uma mulher de 49 anos foi morta, mutilada e teve o corpo desovado em meio a vegetação na Praia das Dunas pelo próprio companheiro - é a cidade com maior índice desses atendimentos: 77,6% ocorreram no município, que, conforme a PM, concentra o maios número de mulheres inseridas no programa, com 127 assistidas.

Em menos de dois anos, seis autores de violência doméstica foram presos pelos Guardiões da Vida na Região dos Lagos, que também realizam ações sociais voltadas para as mulheres vítimas. Neste mesmo período, foram registradas 159 ações sociais da Patrulha Maria da Penha em toda área do batalhão, sendo a maior parte relativa à doações de cestas básicas para assistidas pelo programa, que, especialmente após o início da pandemia, além da situação de violência doméstica também tiveram o risco social agravado pela situação financeira.

O serviço da Patrulha Maria Penha do 25ºBPM pode ser acionado pelo número de WhatsApp (22) 99234-0073. O horário de atendimento é das 8h às 18h, de segunda-feira a sábado.

Mais lidas da semana