Mídias Sociais

Destaque

Operaçao Toxicity resulta na prisão de 17 homens e um morto, em Cabo Frio

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Ação foi deflagrada para tentar localizar os corpos de dois dos três vigias que foram sequestrados.  Drogas, armas, granadas, munições e material do tráfico foram apreendidos.

Três homens suspeitos de participação no crime de sequestro de vigias do Espírito Santo no bairro Manoel Corrêa, em Cabo Frio, foram presos nesta quarta-feira (7) durante uma operação integrada das polícias Militar e Civil.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Sérgio Caldas, nove criminosos tiveram mandados de prisão expedidos pela 2ª Vara Criminal de Cabo Frio, dos quais, três já foram cumpridos.

A operação Toxicity deu seguimento às ações já desenvolvidas pela polícia para tentar localizar os corpos de dois dos três vigias que foram sequestrados, torturados e possivelmente mortos por criminosos da Favela do Lixo, no dia 27 de julho.

"Trabalhamos de forma intensa e ininterrupta nos últimos nove dias, ouvindo pessoas e cruzando informações de todas as fontes disponíveis, visando elucidar esse crime hediondo e de solução complexa", afirmou o delegado Sérgio Caldas.

Durante a ação, houve confronto armado entre traficantes e policiais. Um suspeito foi baleado e morreu.

Ainda conforme a Polícia Civil, uma grande carga de entorpecentes foi apreendida, além de cinco armas de fogo, dezenas de granadas artesanais, munições, cadernos com anotações do tráfico, R$2 mil em espécie e dois jacarés - artefato utilizado por criminosos para estourar pneus de veículos.

Ossadas são localizadas nas dunas

No final da tarde dessa quarta-feira, a polícia encontrou ossadas carbonizadas em uma área de dunas próxima à comunidade do Manoel Corrêa.

No local também foram localizadas diversas cápsulas de munições de fuzil 7.62 curto, segundo a polícia.

"As denúncias que chegaram pelo Whatsapp da 126ª DP davam conta que os veículos e os corpos tinham sido carbonizados. Dessa forma, existe essa real probabilidade de serem dos desaparecidos em questão. Mas vamos aguardar o exame pericial", informou o delegado.

Ainda conforme a Civil, as diligências vão continuar até que todos os autores do crime sejam presos.

Mais lidas da semana