Mídias Sociais

Destaque

Mulher de Glaidson Acácio, dono da GAS Consultoria, é procurada pela Interpol

Publicado

em

 

A venezuelana Mirelis Zerpa, de 38 anos, está sendo procurada pela Interpol. Ela é esposa de Glaidson Acácio dos Santos, dono da GAS Consultoria, de Cabo Frio. Eles são suspeitos de chefiar um esquema de fraude por meio de pirâmides financeiras envolvendo criptomoedas.

A mulher ainda é investigada pela Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF) por organização criminosa e lavagem de dinheiro. Ela é considerada foragida da Justiça desde quarta-feira (25), quando Glaidson foi preso pela PF em uma mansão na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Mirelis teria fugido para Miami, nos Estados Unidos, com um visto de estudante, na segunda (23). O nome dela consta na difusão vermelha da Interpol como foragida. Conforme as investigações da Polícia Federal, ela é sócia de Glaidson em duas empresas, que movimentaram mais de R$ 38,2 bilhões.

A polícia descobriu que Mirelis emitia ordens para compra e venda de bitcoins em uma corretora autorizada, o que comprova, para a polícia, que ela atua de maneira ativa no sistema. De acordo com a Receita Federal, as empresas do casal são também suspeitas de sonegação fiscal. A GAS pagou R$ 587,9 mil em impostos, mesmo tendo registrado mais de R$ 2 milhões em movimentações.

“Há uma incompatibilidade entre a movimentação financeira e o valor arrecadado de tributos pela GAS”, afirma relatório da Receita.

Mais lidas da semana