Mídias Sociais

Polícia

Manifestantes fecham rodovia federal nos arredores de Campos em prol do ex-presidente Lula

Publicado

em

Manifestantes atearam fogo em pneus e galhos, interditando o trânsito nas duas pistas na BR-356 por cerca de uma hora

Na manhã desta quarta-feira, 11, manifestantes fecharam, na altura de Martins Lage, a BR-356, rodovia federal que liga o município de Campos dos Goytacazes à região de Ouro Preto, em Minas Gerais.

Os manifestantes, que protestavam contra a prisão do ex-presidente Lula (PT) e contra o assassinato da vereadora do Rio, Marielle Franco (PSOL) e de seu motorista, Anderson Gomes, atearam fogo em galhos e pneus, interditando o trânsito nas duas pistas por cerca de uma hora.

O ato contou com a presença de integrantes do grupo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que levaram vários cartazes para demonstrar apoio ao político, mas não houve nenhum registro de violência.

Marielle Franco e Anderson Gomes foram executados no último dia 14 de março, quando o carro em que eles estavam foi alvejado por 9 tiros, no bairro do Estácio, na região central da capital fluminense.

O ex-presidente Lula foi preso, no último sábado, 7, após uma missa em homenagem à ex-esposa, Marisa Letícia, que comemoraria 68 anos nesta data. Desde então, ele permanece na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, capital paranaense.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foi formado um congestionamento de cerca de 6 quilômetros (km), mas a pista foi liberada, e o ato, finalizado perto do fim da manhã e do início da tarde.

Mais lidas do mês