Mídias Sociais

Polícia

Guardas Municipais tem apelo acatado

Avatar

Publicado

em

 

No ultimo fim de semana, um guarda municipal foi vítima de um ato de violência em Búzios. Ao alertar dois homens sobre a irregularidade do carro estacionando, a dupla teria agredido o guarda covardemente. De acordo com uma testemunha, mesmo depois de desacordado, os dois continuaram agredindo o agente. O pai dos agressores teria facilitado a fuga.

Por causa disso, um grupo da categoria se manifestou pedindo a punição dos agressores. E, para a alegria de todos, o apelo parece ter sido acatado.

De acordo com a assessoria da Comarca de Búzios, o juiz Marcelo Alberto Chaves Villas, decretou, a prisão preventiva de José Fernandes de Lima Júnior, José Fernandes de Lima e Fernando Fernandes Lima. Eles, que são adeptos da prática de artes marciais, são acusados de tentativa de homicídio do guarda municipal Leandro dos Santos Pereira.

“Os três acusados desferiram vários golpes, chutes e pisadas no tórax, no pescoço e cabeça da vítima, em tese, com intenção de matá-la. Inclusive com a vítima desacordada continuaram brutalmente as agressões”, disse o juiz, acrescentando que o homicídio só não aconteceu porque a vítima foi socorrida a tempo.

Marcelo Villas justificou a decretação da prisão dos acusados para a garantia da ordem pública, conveniência da instrução criminal e aplicação da lei penal.

“A garantia da ordem pública está positivada no trinômio: periculosidade dos agentes, na gravidade da infração imputada, bem como na repercussão social causada na comunidade local. Além disso, a medida se faz necessária para garantia da instrução criminal e aplicação da lei penal, uma vez que a vítima poderá sofrer ameaças, até mesmo de vida, se os denunciados estiverem soltos”, finalizou o juiz.

 

Flávia Martins

Mais lidas da semana