Mídias Sociais

Polícia

Dois homens são assassinados a tiros em Rio das Ostras

Publicado

em

 

 

Corpos foram encontrados dentro de um carro no bairro Village, próximo a Câmara Municipal

 

Bertha Muniz

 

Dois homens foram assassinados a tiros, dentro de um carro com placa de São Paulo, na noite de terça-feira (17), próximo à Câmara Municipal de Rio das Ostras. As vítimas foram atingidas no peito e na cabeça. O veículo, um Renault Logan com placa de São Paulo, estava parado na esquina das ruas Santo Inácio com a Rua Casuarina, no bairro Village. Testemunhas contaram à PM que viram homens chegando a bordo de um Voyage branco atirando. Eles teriam fugido logo após matar a dupla. De acordo com a polícia, o carro estaria sendo dirigido por Vitor Rodrigo de Souza, de 29 anos, que segundo populares, teria envolvimento com roubo de veículos. A outra vítima era o cabelereiro Fabiano Barbieri de Assis Santos, de 30 anos. A PM afirmou que testemunhas relataram que Fabiano trabalhava em um salão de beleza e havia pedido desligamento da empresa há cerca de 20 dias para trabalhar como motorista do Uber. No interior do veículo foram arrecadados dois aparelhos celulares, três relógios e a documentação das vítimas. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Macaé, e o caso será investigado na 128ª Delegacia de Polícia (Rio das Ostras). Ninguém foi preso.

Corpos foram encontrados dentro de um carro no bairro Village, próximo a Câmara Municipal

 

Legenda: No interior do veículo foram arrecadados dois aparelhos celulares, três relógios e a documentação das vítimas

 

Bertha Muniz

 

Dois homens foram assassinados a tiros, dentro de um carro com placa de São Paulo, na noite de terça-feira (17), próximo à Câmara Municipal de Rio das Ostras. As vítimas foram atingidas no peito e na cabeça. O veículo, um Renault Logan com placa de São Paulo, estava parado na esquina das ruas Santo Inácio com a Rua Casuarina, no bairro Village. Testemunhas contaram à PM que viram homens chegando a bordo de um Voyage branco atirando. Eles teriam fugido logo após matar a dupla. De acordo com a polícia, o carro estaria sendo dirigido por Vitor Rodrigo de Souza, de 29 anos, que segundo populares, teria envolvimento com roubo de veículos. A outra vítima era o cabelereiro Fabiano Barbieri de Assis Santos, de 30 anos. A PM afirmou que testemunhas relataram que Fabiano trabalhava em um salão de beleza e havia pedido desligamento da empresa há cerca de 20 dias para trabalhar como motorista do Uber. No interior do veículo foram arrecadados dois aparelhos celulares, três relógios e a documentação das vítimas. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Macaé, e o caso será investigado na 128ª Delegacia de Polícia (Rio das Ostras). Ninguém foi preso.

 

Corpos foram encontrados dentro de um carro no bairro Village, próximo a Câmara Municipal

 

Legenda: No interior do veículo foram arrecadados dois aparelhos celulares, três relógios e a documentação das vítimas

 

Bertha Muniz

 

Dois homens foram assassinados a tiros, dentro de um carro com placa de São Paulo, na noite de terça-feira (17), próximo à Câmara Municipal de Rio das Ostras. As vítimas foram atingidas no peito e na cabeça. O veículo, um Renault Logan com placa de São Paulo, estava parado na esquina das ruas Santo Inácio com a Rua Casuarina, no bairro Village. Testemunhas contaram à PM que viram homens chegando a bordo de um Voyage branco atirando. Eles teriam fugido logo após matar a dupla. De acordo com a polícia, o carro estaria sendo dirigido por Vitor Rodrigo de Souza, de 29 anos, que segundo populares, teria envolvimento com roubo de veículos. A outra vítima era o cabelereiro Fabiano Barbieri de Assis Santos, de 30 anos. A PM afirmou que testemunhas relataram que Fabiano trabalhava em um salão de beleza e havia pedido desligamento da empresa há cerca de 20 dias para trabalhar como motorista do Uber. No interior do veículo foram arrecadados dois aparelhos celulares, três relógios e a documentação das vítimas. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Macaé, e o caso será investigado na 128ª Delegacia de Polícia (Rio das Ostras). Ninguém foi preso.

 

Mais lidas da semana