Mídias Sociais

Destaque

Após confrontos e mortes, PM usa caveirão para reforçar a segurança em comunidades de Macaé

Bertha Muniz

Publicado

em

 

O comando do 32º Batalhão de Polícia Militar iniciou na madrugada desta terça-feira (12) a ocupação na comunidade do Novo Horizonte em Macaé, com o objetivo de reprimir confrontos entre facções rivais das favelas da Linha e Novo Horizonte.

O reforço ocorre na comunidade a fim de proporcionar maior segurança aos moradores da localidade. As ações realizadas pela PM na comunidade não serão divulgadas por questões estratégicas. Um caveirão ajuda no reforço do patrulhamento e poderá ser utilizado em incursões a outras comunidades.

Mortes

Na noite desta segunda-feira (11), um jovem foi morto a tiros na Favela da Linha, e outras três foram baleadas e socorridas para o HPM. Por questões de segurança, o hospital não divulgou o estado de saúde das vítimas.

No domingo (10), durante uma operação na Favela da Linha, no bairro Cajueiros, traficantes trocaram tiros com a polícia, por volta de meio dia. Durante o confronto uma pessoa foi baleada, sendo socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para o Hospital Público de Macaé. O estado de saúde da vítima ainda não foi divulgado.

Minutos depois, um jovem de 19 anos foi executado a tiros na Rua E 17, no bairro Novo Horizonte. A vítima foi identificada como Carlos Vinícius Silva Souza. Ele foi morto com três tiros no rosto e na cabeça, por dois criminosos em uma motocicleta que passaram no local efetuando vários disparos contra o rapaz.

Já no sábado (9), por volta das 19h, um jovem de 21 anos, foi morto a tiros, na Rua Getúlio Vargas, no bairro Miramar. Segundo informações da polícia, Uanderson Anchieta, foi executado com dois tiros em frente ao Clube Flamenguinho, quando dois homens passaram em uma moto e efetuaram vários disparos. Até o momento ninguém foi preso.


 

Mais lidas do mês