Mídias Sociais

Destaque

Macaense Bruno Fratus conquista a medalha de bronze nos 50m livre masculino

Publicado

em

 

Pouco mais de 100 anos após um macaense conquistar a primeira medalha Olímpica para o Brasil (Afrânio da Costa foi Prata e Bronze no Tiro esportivo em 1920 na Bélgica), outro macaense, sobe no pódio nos jogos de Tóquio 2020/2021 e se transforma no terceiro atleta de natação mais rápido do planeta.

Bruno Giuseppe Fratus natural de Macaé, Rio de Janeiro, em sua terceira Olimpíadas atingiu seu auge neste dia 31 de julho de 2021 no Brasil (manhã de 1º de agosto no Japão), com a conquista do maior feito da carreira do velocista.

Com o tempo de 21s57, Fratus obteve a medalha de bronze nos 50m livre nas Olimpíadas de Tóquio e se sagrou o nono nadador do país a subir ao pódio do megaevento em esportes individuais. Ele ficou atrás do Caeleb Dressel, que anotou 21s07, novo recorde olímpico, e de Florent Manaudou, da França, que anotou 21s55 - nas semifinais, ele havia sido o terceiro mais rápido na classificação.

 

A família do nadador na cidade de Macaé, na noite deste sábado (31), se reuniu para acompanhar a final olímpica dos 50 metros livre, no Centro Aquático de Tóquio. O atleta terminou a prova em terceiro lugar e levou a medalha de bronze. Foi a primeira medalha do nadador nascido no interior do Rio de Janeiro. E a família, minutos antes, estava concentrada, mandando boas energias para o Japão.

"Estamos já a postos aqui em frente à tv, eu, o pai, a irmã do Bruno e a Lola, nossa mascote! Todas as tvs estão ligadas agora. Estamos confiantes de que ele vai dar o melhor dele dentro da piscina", contou ao G1 Maria Graça Fratus, mãe do atleta.

A mãe de Bruno contou ainda que durante a semifinal de sexta-feira, quando o brasileiro terminou com o terceiro melhor tempo da competição, o sinal da TV caiu e eles só puderam saber o resultado da prova minutos depois. "Haja Coração". Graça Fratus também agradeceu todo o carinho que vem recebendo dos brasileiros.

"Estamos bem concentrados por aqui, rezando, mentalizando e tentando controlar a ansiedade. Bruno é o nosso campeão! Estamos muito felizes também com a torcida do Brasil inteiro por ele e com fé que toda essa energia positiva está chegando em Tóquio", comentou Graça Fratus.

Da primeira medalha do Brasil no Tiro esportivo com o Afrânio da Costa, a quarta medalha da história natação 50 metros livre com Bruno Fratus. Dois macaenses separados por um século, mais ligados pela mesma cidade natal, Macaé.

Mais lidas da semana