Mídias Sociais

Destaque

Cabofriense contratam “reedição” de Ricón e Valderrama para estrelar em sua equipe

Publicado

em

 

Antigos craques colombianos são a inspiração para os dois jovens atletas

 

A paixão dos pais por ídolos do futebol já “renderam” muitos batizados com Romários, Ronaldos, Zicos e outros tantos. Em Cabo Frio, Ricón e Valderrama fazem a vez. Os dois ídolos colombianos são os xarás dos jovens jogadores que a Cabofriense contratou. E eles não querem fazer feio. Pretendem chegar o mais longe possível no Campeonato Carioca de 2019, ao qual nunca participaram.  Ansiosos e felizes para representar as cores do Tricolor Praiano neste desafio pensam em, se possível, tentar reeditar a dupla colombiana nos gramados cariocas e com o mesmo sucesso.

Rincón Teixeira da Rocha, 24 anos é atacante. Com físico forte, semelhante ao do craque estrangeiro se diz mais habilidoso que o original. “A característica do Rincón colombiano era mais de marcação; a minha é mais de finalização, conclusão a gol, partir pra cima. A similaridade fica só no nome”.

Já Diego Silva “Valderrama” Costa, 23 anos, é volante e ganhou o apelido quando atuava no time Imperatriz, no Maranhão, devido a semelhança no cabelo. Para se apresentar no Cabofriense, fez luzes para ficar ainda mais parecido com o meia colombiano. Mais humilde, diz que, apesar de ambos jogarem no meio de campo, “Ele tem mais qualidade. Se eu chegar perto dele, ta bom demais!”. Como os dois campeões do passado, os jogadores do presente querem repetir a mesma historio e esperam contar com a ajuda do treinador para que possam brilhar juntos nos campos.

Recentemente a Cabofriense anunciou mais um reforço para a disputa do Campeonato Carioca de 2019. Trata-se do volante Victor Feitosa, atleta de 23 anos, que vem de boa temporada no futebol do Rio Grande do Norte, com atuações pelo Santa Cruz e, mais recentemente, ABC de Natal, equipe de expressão da capital do estado.

O atleta começou a carreira no Atlético Paranaense, onde passou por todas as categorias nas divisões de base até profissional, sob o comando de Paulo Autuori, chegando a ser relacionado para um jogo da Copa do Brasil de 2016, contra o Grêmio. Já no ano passado, Victor foi transferido para o Botafogo da Paraíba, onde se sagrou campeão paraibano e disputou a Série C do Brasileiro. Em 2018, atuando pelo Santa Cruz-RN, o volante foi eleito um dos destaques do Campeonato Potiguar e acabou sendo contratado pelo ABC de Natal, onde pelo segundo ano consecutivo disputou a Série C do Brasileiro.

 

Tânia Garabini


 

Mais lidas do mês