Mídias Sociais

Destaque

Fake news: Prefeitura de Macaé não irá despejar UFF e UFRJ da Cidade Universitária

Publicado

em

 

Viralizou nesta sexta-feira (8), a informação de que a prefeitura de Macaé estaria “despejando” a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universidade Federal Fluminense (UFF) da Cidade Universitária, localizada no bairro Granja dos Cavaleiros. Mesmo se tratando de uma fakenews (afinal, o que chamam de despejo trata-se apenas da realocação de três salas), vários políticos entraram na onda, acusando o prefeito Welberth Rezende de estar perseguindo as universidades públicas.
Longe dos holofotes e da guerra de narrativas do Twitter, o que ocorreu foi completamente diferente. Acontece que as duas universidades ganharam um novo bloco inteiro da Cidade Universitária, com capacidade para dois mil alunos e estrutura de 4.500 metros quadrados de área construída, três pavimentos, salas da direção e de professores, biblioteca, diretório acadêmico, auditório com capacidade para até 200 pessoas, copa e sanitário, prédio que pode perfeitamente acomodar o que havia das universidades nas três salas antes ocupadas.
As salas citadas no suposto despejo não estão situadas em áreas cedidas à universidade, mas sim no prédio administrativo da extinta Fundação Educacional de Macaé (Funemac), que hoje é ocupado pela Secretaria de Educação e a Secretaria Adjunta de Ensino Superior. A mudança visa resolver uma demanda antiga da Educação, já que o atendimento aos pais de alunos, principalmente em período de matrícula, acontecia em um prédio alugado na Linha Azul, comunidade do Novo Botafogo, uma área perigosa e frequentemente marcada por assaltos e tiroteios.
A Secretaria Municipal de Educação chega a atender mil pessoas por dia em épocas mais movimentadas, como o início do ano, por conta da matrícula das escolas. Além disso, a Secretaria tem outros setores de atendimento ao público, como Ouvidoria, Passe Escolar e Transporte Universitário, matrícula entre outros serviços. Vale ressaltar que a Cidade Universitária recebeu no ano passado um investimento da prefeitura de mais de R$ 15 milhões com a construção do Bloco D para atender à UFF.

Mais lidas da semana