Mídias Sociais

Destaque

Trabalhador com pendência pode perder prazo de saque das contas inativas do FGTS

Avatar

Publicado

em

 

Problemas devem ser resolvidos antes da data de saque, que termina no dia 31 deste mês e não haverá prorrogação.

Daniela Bairros

Até o dia 31 deste mês, trabalhadores com direito ao saque das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) poderão resgatar o benefício. Mas, caso tenham pendências, como problemas de cadastros, podem perder o prazo. Desde sábado (8), os trabalhadores nascidos em dezembro começaram a última fase do fundo inativo.

Segundo a Caixa Econômica, o prazo para o saque das contas inativas não será prorrogado. Por isso, o banco orienta que o beneficiário procure uma agência o quanto antes para resolver eventuais pendências e ter tempo hábil para a solução.

Um dos problemas é que o trabalhador só descobre que o empregador não fez o depósito quando consulta o saldo.

O beneficiário deve entrar em contato e negociar o depósito com a empresa. Se não receber o valor, pode pedir ajuda nas Superintendências Regionais do Trabalho (antigas DRTs) ou no sindicato da categoria. Além disso, quando a dois anos do pedido de demissão pode entrar com ação trabalhista contra a empresa.

Outro problema é aparecer na conta inativa valor menor do que o real. O beneficiário deve imprimir o extrato analítico da conta no site do FGTS e verificar se todos os meses trabalhados teve depósito. Pode ocorrer de aparecerem fora de ordem em função da empresa ter feito com atraso. O trabalhador pode acessar o site fundodevido.org.br para calcular o sistema de juros.

Além disso, se a conta já tiver sido sacada o trabalhador deve entrar com um processo administrativo contra a Caixa e não pagará nada por isso. Por último, problemas cadastrais são atualizados no próprio banco.

Quem pode sacar – Trabalhadores que pediram demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015.

Como sacar – Valores até R$ 1,5 mil podem ser sacados nos terminais de autoatendimento da Caixa, somente com a senha do Cartão Cidadão. Até R$ 3 mil, o saque deve ser feito com o Cartão Cidadão e senha nos caixas eletrônicos, lotéricas e Caixa Aqui.

Para sacar valores acima de R$10 mil, é preciso apresentar documento de identificação e a Carteira de Trabalho, ou outro que comprove a rescisão.

CONTA POUPANÇA

Quem tem poupança individual na Caixa receberá o crédito automático na conta, assim como quem tem poupança conjunta ou conta corrente e que fez essa opção no site das contas inativas ou pelo teleserviço no 0800 726 2017.

 

Crédito: Igor Faria

Mais lidas da semana