Mídias Sociais

Economia

Macaé avança na abertura de novas empresas e atinge 2º lugar no ranking de geração de empregos no Estado

Publicado

em

 

Análise feita pela Firjan por meio da plataforma Retratos Regionais, Macaé entre as sete cidades que mais criaram postos de trabalho no estado do Rio em 2021. Indústria e Construção foram as maiores contratantes, o que ajudou a levar Macaé à segunda posição no ranking estadual Considerando-se contratações apenas na indústria fluminense, Macaé lidera em todo o estado do Rio (+7.394), a frente inclusive da capital (+7.211).

“Apesar de mais um ano difícil ainda por conta da pandemia, o Norte Fluminense mostrou novamente que é uma força fundamental para a saúde econômica e social do estado. E neste contexto, a indústria da região revela, uma vez mais, sua pujança na geração de empregos e tributos para as cidades e o estado”, disse Francisco Roberto de Siqueira, presidente da Firjan Norte Fluminense.

Em Macaé, o saldo positivo foi de 11.712 postos de trabalho em 2021. Só Indústria e Construção geraram 7.394 vagas – o equivalente a 63% de toda empregabilidade do município no ano –, mais que o dobro de Serviços, por exemplo, que abriu 3.148 novas vagas. Entre as atividades que mais geraram emprego estão, novamente, “Montagem de instalações industriais e estruturas metálicas” (+3.178), “Manutenção e reparação de máquinas e equipamentos da indústria mecânica” (+1.217) e “Atividades de apoio à extração de petróleo e gás natural” (+1.190). Mesmo em dezembro – mês tradicionalmente de término de contratos de trabalho na indústria –, o saldo também foi positivo, com 531 novas vagas.

Construção Civil e Norte Fluminense em destaque

Em todo o estado, saldo positivo no ano foi de 178,1 mil postos de trabalho, recuperando as mais de 150 mil vagas perdidas em 2020. Todas as regiões fluminenses registraram saldo positivo em 2021. A Capital foi responsável pela criação de 81,4 mil vagas, seguida pelo Leste Fluminense (+32,4 mil) e pelo Norte Fluminense (+16,7 mil). Entre os municípios, 89 dos 92 tiveram saldo positivo.

A construção civil criou 14.207 postos de trabalho no estado do Rio em 2021. O setor foi o maior responsável pela recuperação das vagas perdidas na indústria fluminense em 2020 por conta da pandemia de Covid-19. Em seguida, com a geração de 6.297 postos de trabalho, vem o segmento de Manutenção, Reparação e Instalação de Máquinas e Equipamentos. Em 2021, a construção civil e os segmentos industriais tiveram saldo positivo de 36 mil vagas.

No setor de serviços no estado, os principais destaques foram os segmentos de Restaurantes e Outros estabelecimentos de Serviços de Alimentação e Bebidas, com 12.147 vagas, e Serviços Combinados de Escritório e Apoio Administrativo, com 6.009 vagas. O saldo do setor de serviços, o mais impactado em 2020 pela pandemia, foi de 98,5 mil postos de trabalho em 2021. Os setores do comércio e da agropecuária também fecharam o ano com saldo positivo, de 42,3 mil e 1,3 mil, respectivamente.

Mais lidas da semana