Mídias Sociais

Destaque

UPA pediátrica de São Pedro da Aldeia tem atendimento restrito por falta de pagamento

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Mais uma vez os funcionários da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Pediátrica de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, estão com os salários atrasados. De acordo com uma denúncia de um servidor, já são três meses sem receber pagamento.

A unidade hospitalar é gerida pela empresa OS Lagos Rio com dinheiro repassado pela Secretaria de Estado de Saúde.

Por conta do atraso salarial, desde quarta-feira (26), o atendimento na UPA Pediátrica segue restringido. "Somente casos graves estão sendo acolhidos. É triste ter que falar para um paciente que precisa de atendimento, que não está sendo realizado", lamenta o denunciante.

Ainda conforme o funcionário, que não quis ser identificado, com medo de sofrer represálias, eles não receberam qualquer satisfação ou comunicado sobre o pagamento dos salários.

A OS Lagos é alvo de investigação por desvio de mais de R$9 milhões na Saúde do Estado. A empresa é responsável por gerir pelo menos dois hospitais e cinco UPAs. Segundo o Ministério Público Estadual, de 2012 a 2019, a organização social recebeu R$ 649 milhões do governo do Estado, tendo, comprovadamente, desviado grande parte do valor.

Entramos em contato com a Secretaria de Estado de Saúde e aguardamos retorno.

Mais lidas da semana