Mídias Sociais

Covid-19

Idoso morto por Covid-19 teve corpo trocado no Pronto Socorro e enterrado por engano em Rio das Ostras

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Além da tristeza de perder um ente querido, uma família teve quer passar pela dor de peregrinar para descobrir que teve o corpo de um parente trocado em Rio das Ostras. Os familiares do idoso Raymundo Batista de Oliveira, só foram perceber que ele já havia sido enterrado por engano, quando a funerária chegou para a remoção no Pronto Socorro de Rio das Ostras, onde atualmente funciona como central para pacientes com Covid-19.

Segundo informações do funcionário da funerária que foi fazer a remoção do idoso na unidade, na tarde desta quarta-feira (20), o corpo que estava no necrotério era de Lúcia Freitas de Araújo,que também faleceu em decorrência do novo coronavírus. Ele afirmou ainda que na recepção, um funcionário teria o liberado para entrar no local sem nenhuma restrição, o que comprova total irresponsabilidade da unidade, segundo o funcionário da funerária.

Não conseguimos contato com os familiares de Lúcia Freitas de Araújo, que enterrou o corpo de seu Raymundo por engano, mas segundo informações, a unidade avisou a família, horas após o enterro, de que os corpos tinham sido trocados.

Ninguém do Pronto Socorro, sabia onde estava o corpo do Raymundo Batista de Oliveira. Funcionários ficaram sem explicações, pois nem os pertences dele estavam na unidade de saúde. O paciente estava internado com a Covid-19, resultado atestado no laudo médico apresentado a família. Ele morreu na tarde de terça-feira, às 14h25.

A prefeitura de Rio das Ostras emitiu uma nota, dizendo que a funerária assumiu o erro, levando o corpo errado. A nota ainda informa que a Administração Municipal vai afastar a direção e a coordenação do Pronto-Socorro, abrir um inquérito administrativo para apurar o fato e tomar as medidas cabíveis. Os corpos de Raymundo e Lúcia foram sepultados no Cemitério do bairro Âncora, em Rio das Ostras. A família de Raymundo registrou o caso na 128ª Delegacia Policial.

Mais lidas da semana