Mídias Sociais

Covid-19

Decreto ordena toque de recolher em Rio das Ostras

Bertha Muniz

Publicado

em

 

O prefeito de Rio das Ostras, Marcelino da Farmácia, decretou toque de recolher na cidade, tendo em vista o aumento dos casos de Covid-19 no município. A medida começou a valer nesta quinta-feira (3). Atualmente a cidade está com 100% dos leitos de UTI ocupados o que preocupa as autoridades, além do avanço da pandemia no município.

Fica proibido o trânsito e a locomoção de pessoas de meia-noite às cinco horas da manhã, estabelecido o toque de recolher neste horário. Em caso de descumprimento, os infratores estarão sujeitos a responder por crime de desobediência.

Para alguns empresários do Costazul a medida foi plausível, já que os bares estavam cumprindo o horário de fechamento, mas as pessoas ficavam nas ruas, com som alto, consumindo bebidas alcoólicas e gerando aglomerações.

Fica proibido o funcionamento de Casas de Festas, Boates, Casas de Show e similares para realização de evento de qualquer natureza, público ou particular, com venda ou não de ingresso. Está proibido em restaurantes, bares, lanchonetes, quiosques, depósitos, bares com serviço de gastronomia completo e similares a execução de qualquer tipo de música, quer música ambiente, voz e violão, banda ou conjunto musical, DJ, música eletrônica, por transmissão de rádio, TV, caixas de som portáteis ou não, qualquer outro aparelho sonoro ou por reprodução de canais de internet como Youtube.

Também está proibida a execução de qualquer tipo de música em ruas e praias. Fica proibido o funcionamento de restaurantes, lanchonetes a partir das 23h. A prefeitura proibiu o funcionamento de bares e depósitos a partir das 20h.

Mais lidas da semana