Mídias Sociais

Destaque

Crateras na RJ-106 causam prejuízos e colocam motoristas em risco em Macaé

Publicado

em

 

 

Corrosão da pista na altura de Cabiúnas já passou do acostamento; DER/RJ informou que planeja atuar na região depois do feriado de 2 de novembro.

 

Bertha Muniz

Uma enorme cratera no trecho da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), na localidade de Cabiúnas, em Macaé, tem sido alvo de reclamações dos motoristas, que afirmam e mostram, nas redes sociais, indignação com a má conservação da rodovia. Procurado pela reportagem do Diário da Costa do Sol, o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Rio de Janeiro (DER/RJ), informou que planeja atuar na região depois do feriado de 2 de novembro. Segundo DER/RJ, o órgão está com poucos recursos e mão de obra reduzida, o que faz o processo de sinalização seja um pouco mais demorado.

A corrosão já passou do acostamento e a erosão escava a abaixo da pista, chegando a atingir a faixa de rolamento. Os resultados dessa mistura são catastróficos e traduzem os altos índices de acidentes registrados na RJ-106. A rodovia é apontada como uma das mais perigosas do Estado do Rio e possui um entroncamento com a BR-101, ligando Macaé a Campos dos Goytacazes.

“Ao longo da estrada RJ-106, na altura de Cabiúnas, em Macaé, até o trevo dos 40, entroncamento com a BR101, existem mais problemas de desabamento e buracos, mas este, em especial está em situação gravíssima. A situação é crítica e pode acontecer algo trágico ali”, avalia o macaense Vinícius Souza.

O DER-RJ disse que ainda que medidas de emergência serão tomadas para solucionar o problema em  na RJ-106 EM Cabiúnas até que as obras no trecho sejam iniciadas oficialmente.

 

Mais lidas da semana