Mídias Sociais

Cultura

Rio das Ostras concorre ao selo internacional “Cidade Criativa” como cidade da música

Daniela Bairros

Publicado

em

 

População pode ajudar assinando à petição pública #euqueroRiodasOstrascriativa, por meio do site http://www.riodasostrascriativa.com.br/. Meta é conseguir 7500 assinaturas até o próximo dia 30. Até o momento, cerca de duas mil assinaturas já foram registradas.

 

Daniela Bairros

A cidade de Rio das Ostras é uma das 15 cidades brasileiras que está concorrendo ao selo internacional “Cidade Criativa”, da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) como cidade da música. Segundo a Presidente da Fundação Rio das Ostras de Cultura, Cristiane Menezes Régis, a população pode ajudar, assinando à petição pública #euqueroRiodasOstrascriativa, por meio do site http://www.riodasostrascriativa.com.br/. A meta é conseguir, até o próximo dia 30, 7500 assinaturas. Até o momento, cerca de duas mil assinaturas já foram registradas.

Segundo Cristiane Menezes, o selo internacional da Unesco reconhece o município como desenvolvedora da Economia Criativa, ou seja, consegue manter a economia mediante um segmento. “A Economia Criativa já é aplicada em diversos países. E Rio das Ostras será mostrada ao mundo. Nós possuímos uma gama muito grande de artistas e músicos. Nenhuma cidade, por exemplo, possui uma Fundação Cultural como a nossa”.

Para ela, só da cidade estar concorrendo ao selo internacional “Cidade Criativa” da Unesco já é uma grande conquista e toda região também ganha. “ Sem dúvida nenhuma, a cidade tem um grande potencial cultural e musical, por exemplo o Festival de Jazz e Blues, um dos maiores da América Latina e um dos maiores festival de rock do Estado do Rio de Janeiro, o Ostrascycle. São grandes eventos que movimentam toda a região. Rio das Ostras é uma cidade nova e que busca identidade cultural. E só da cidade estar concorrendo é um grande feito para cultura de toda a região”, ressaltou.

A alta temporada, período em que Rio das Ostras registra grande movimento de turistas, também contribui para a ascensão dos artistas locais, principalmente os músicos, que divulgam mais os trabalhos.

No Brasil, segundo Cristiane, Salvador já foi contemplada com o Selo Internacional “Cidade Criativa”, como cidade da música. “O selo Cidade Criativa é a abrangência que Rio das Ostras tem de projetos efetivos contemplados e que abrange as diversas áreas da economia, como o turismo. Nossa região vive somente do petróleo e agora desperta para outros meios. Isso é um grande passo. Toda a Costa do Sol vai ser muito beneficiada, inclusive com a geração de empregos”, enfatizou.

Outras 180 cidades, de 72 países, integram a Rede Internacional Cidade Criativa , sendo oito delas brasileiras. No campo da gastronomia: Belém (PA), Florianópolis (SC) e Paraty (RJ). Brasília (DF) e Curitiba (PR) no Design. João Pessoa (PB) em artesanato e artes folclóricas e Santos (SP) no cinema.

O Selo Internacional Cidade Criativa deverá ser concedido até o mês de julho.

Rio das Ostras possui lojas de instrumentos e aparelhos de sol, lutiers que consertam instrumentos acústicos, contratações de vendedores, serviços gerais, professores, distribuidores, entre outros, além das casas de músicos alternativos, como a Taberna da Amendoeira e a Confraria do Jamelão que com programação, quase que diária, abre espaço para jazz, blues, bossa nova, chorinho samba, música autoral, entre outros. Os pubs, como o Trik Trik, apresenta oportunidade para o mundo do Rock.

Sobre o Selo Internacional Cidade Criativa

A Rede de Cidades Criativas da Unesco é uma plataforma mundial que conecta municípios para parcerias em cultura e desenvolvimento. Por meio dessa rede, os participantes podem compartilhar experiências no campo das indústrias criativas, traçar medidas inovadoras na esfera local e internacional. Todas essas iniciativas visam a inclusão social e a sustentabilidade.

Para participar é preciso se candidatar e ser selecionado pela Unesco. Essa plataforma começou em 2004 com municípios que se destacam em sete diferentes áreas da indústria criativa: Literatura, Cinema, Música, Artesanato e Artes Folclóricas, Design, Artes Mediáticas e Gastronomia.

Rio das Ostras foi uma das selecionadas a concorrer ao Selo de Cidade Criativa da Unesco em julho do ano passado, quando a Fundação de Cultura fez a inscrição no edital do então Ministério da Cultura.

Crédito: Divulgação/riodasostrasjornal.blogspot.com


 

Mais lidas do mês