Mídias Sociais

Cultura

Atriz macaense, Simone Kalil, apresenta História do Teatro para Curiosos

Daniela Bairros

Publicado

em

 

Daniela Bairros

Também contemplado pelo edital Cultura Presente, da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, por meio da Lei Aldir Blanc, a atriz macaense, Simone Kalil, apresenta História do Teatro para Curiosos, com ministração de aulas de teatro, tanto teóricas, quanto práticas. Segundo a atriz, são videoaulas e palestras durante a pandemia. “O objetivo da História do Teatro para Curiosos é atingir pessoas curiosas em geral, não necessariamente atores. A linguagem é acessível para todas as idades.

Foram selecionadas ações culturais nas áreas de música, literatura, artes visuais, audiovisual, dança, teatro, circo, moda, museus, cultura alimentar, expressões culturais populares inéditas, exclusivamente realizadas no âmbito do Estado do Rio de Janeiro.

Para o edital Cultura Presente, viabilizado pela Lei Aldir Blanc, Simone Kalil faz uma reflexão sobre as Transformações Estéticas na Arte após Grandes Tragédias, Guerras e Epidemias. A professora analisa a relação entre a conjuntura social, seja ela no âmbito das Artes Cênicas, da Saúde ou através dos marcos político-sociais que modificaram a História mundial e, consequentemente, a Estética das Artes em Geral. O tempo de duração é de 38 minutos e a classificação etária é livre.

A análise da peça teatral "Esperando Godot", de Samuel Beckett, é o fio condutor da palestra online, assim como a relação entre a Estética do Teatro do Absurdo e o período pós Segunda Guerra Mundial. Obras como "O Grito", de Munch e "Guernica", de Picasso poderão exemplificam a linha de raciocínio da professora Simone Kalil que relaciona tragédias, guerras e epidemias como motivadoras dos períodos mais frutíferos para as Artes.

Apesar do objetivo ser a audiência de pessoas leigas e curiosas em geral, e a  linguagem ser palatável e divertida, estudiosos e teóricos das Artes são citados e analisados nesta palestra. O fato de se tratar de uma proposta para não atores não significa que não haja profundidade em termos de conteúdo. Ao contrário, o maior mérito deste projeto é conseguir equilibrar informações densas e consistentes sobre a História do Teatro com a leveza e o humor característicos da professora, além de colocar em tela uma reflexão sobre o atual momento pandêmico e suas possíveis reverberações no plano das Artes, haja vista que a Estética de uma determinada obra ou movimento artístico não pode ser dissociada da sociedade e o tempo do artista que a concebeu.

Segundo Simone, o vídeo possui legendas para acessibilidade de pessoas surdas e audiodescrição do cenário, para pessoas cegas ou com baixa visão. A plataforma cibernética utilizada é o canal da atriz no site www.youtube.com.br (Canal: Simone Kalil). Para acompanhar o cronograma de publicações, sigam as redes sociais: @sikalilkalil e @sececrj no Instagram.

Sobre a atriz Simone Kalil

Simone Kalil é Atriz, formada pela Casa das Artes de Laranjeiras  (CAL), comediante, Diretora Teatral, formada  pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e produtora, com experiência profissional nos Estados Unidos e na França. Mestre em Ciências Sociais pelo I Instituto Universitário de Pesquisa do Rio de Janeiro. (UPERJ). Foi docente da ETET Martins Penna, a mais antiga escola de formação de atores da América Latina e do SESC Niterói. Indicada, em 2015, ao Prêmio Shell de melhor texto pela peça teatral BRIMAS.

Participou do programa “A Grande Família”, da minissérie “Dois Irmãos”, das novelas “Rocky Story” e “Órfãos da Terra”, todos na Rede Globo. Integra o elenco do filme “Ricos de Amor”, com direção de Bruno Garotti, pela plataforma Netflix. Atualmente está escalada para a série Mal Secreto, com direção de Mauro Mendonça Filho, ainda não lançada pela GloboPlay.

Crédito: Divulgação

Mais lidas da semana