Mídias Sociais

Covid-19

Em São Pedro da Aldeia, grupo prioritário de idosos começa a ser vacinado contra a Covid-19

Publicado

em

 

Daniela Bairros

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia deu início à vacinação contra a Covid-19 ao grupo prioritário de idosos na última quinta-feira (18). Os imunizantes são aplicados nos pacientes  atendidos pelo Programa Melhor em Casa e pelas Estratégias de Saúde da Família. Também recebem a vacinação os idosos acima de 90 anos que realizaram a solicitação na Vigilância em Saúde por meio do WhatsApp. A inscrição segue aberta pelo número (22) 99617-5923. É necessário informar o nome do idoso, data de nascimento, Cartão do SUS, endereço e telefone no ato do cadastro.

O morador do bairro Balneário, Nicolau Borgiani, de 95 anos, atendido pelo Programa Melhor em Casa, foi um dos primeiros a receber o imunizante destinado ao público no município. A sua companheira, Maria José, não conteve a emoção ao presenciar a chegada das vacinas na residência. “Estou muito emocionada por poder presenciar esse momento, por poder receber  vacina dentro de casa. Vivemos meses de angústia e agora vemos o começo da cura. Só posso agradecer a toda a equipe”, disse a senhora.

A vacinação aos assistidos pelo Programa Melhor em Casa e pelas Estratégias de Saúde da Família será feita pelas próprias equipes de atendimento. Já os idosos acima de 90 anos que fizerem a inscrição por meio do WhatsApp serão atendidos de forma itinerante, conforme o cronograma da Vigilância em Saúde, que levará em consideração a ordem dos pedidos solicitados.

“A estratégia de levar a vacina até a casa desses idosos foi escolhida, em especial a fim de respeitar o isolamento, que é primordial nessa faixa etária. É importante que as pessoas dentro desse grupo prioritário façam o cadastro e esperem a aplicação das doses. Nós entraremos em contato e vamos atender a todos gradativamente”, informou a diretora em Vigilância em Saúde, Tatiana Leal de Oliveira.

Ainda não há previsão para a aplicação da segunda dose da vacina ao grupo, necessária para a imunização completa da doença. O município seguirá o prazo limite para a conclusão determinado pelo Ministério da Saúde e de acordo com a chegada de vacinas à cidade.

Crédito: Divulgação

Mais lidas da semana