Mídias Sociais

Cidades

Veja a situação dos serviços essenciais em Macaé e Região no 8º dia da greve dos caminhoneiros  

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Caminhoneiros seguem protestando nesta segunda (28) em várias regiões do país, mesmo após decisão do presidente Michel Temer de reduzir o preço do diesel por 60 dias e atender outras reivindicações da categoria.

Contudo, os caminhões não estão mais na entrada da Refinaria Duque de Caxias (Reduc), na Baixada Fluminense do Rio, onde até a noite deste domingo havia um ponto de bloqueio.

Funcionários da refinaria conseguiram entrar no local sem dificuldades nesta manhã. Veículos do Exército e da Polícia Militar estão no local para garantir a saída dos caminhões-tanque. A expectativa é  de que, caso o acordo seja aceito,  o abastecimento dos postos em todo o estado esteja normalizado em cinco dias.

Muitos serviços essenciais continuam restritos por causa da greve; veja a seguir:

COMBUSTÍVEL

Macaé e Rio das Ostras seguem sem etanol, gasolina e diesel nos postos de combustíveis. Apenas o fornecimento de GNV segue regular.

Em Macaé, postos fechados nesta segunda-feira (28), por falta de gasolina, diesel e etanol.

Em Quissamã chegou combustível em um posto, mas só estão abastecendo veículos da prefeitura. A gerente do posto disse que "o combustível só foi liberado pra vir para posto porque o líder dos grevistas autorizou a passagem com escolta somente para atender as prefeituras. Caso fossem abastecidos carros particulares, iriamos sofrer represálias", informou.

Em Campos, caminhões estão saindo de uma distribuidora e seguem para postos da cidade. O Posto Ipiranga em frente ao estádio do Goytacaz,  já recebeu m caminhão de combustível na tarde desta segunda (28).

Posto Ipiranga em frente ao estádio do Goytacaz, em Campos recebe um caminhão de combustível na tarde desta segunda (28). Foto: Éder Souza/ InterTV

TRANSPORTE PÚBLICO

Em Macaé, após a previsão de que 70% da frota da SIT operaria nesta segunda-feira (28), o efetivo nas ruas foi reduzido para 50%. Pontos cheios, poucos carros nas ruas e população sem saber o que fazer amanhã. Segundo a prefeitura de Macaé, nesta terça-feira (29), os ônibus continuarão circulando com 50% da frota, mantendo todas as linhas em circulação. O transporte escolar segue com 100% de funcionamento.

Já em Rio das Ostras, houve pouca redução nas linhas de vans operando.

A Viação 1001 informou que operará com 65% da frota, mantendo todas as linhas urbanas ativa nesta segunda (28), terça (29) e quarta-feira (30).

Ainda em Macaé, pontos de ônibus cheios e poucos carros nas ruas na tarde desta segunda (28).

 

AEROPORTOS

De acordo com a Infraero, o Aeroporto de Macaé funciona normalmente nesta segunda-feira (28). O Aeroporto Bartolomeu Lisandro, em Campos dos Goytacazes, tem combustível para operar até esta terça-feira (29), mesmo dia em que está prevista a chegada de uma nova remessa. A previsão é da Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos. O último abastecimento foi feito no sábado (26).

BR-101

Os caminhoneiros voltam a protestar na BR-101, em Campos dos Goytacazes, contra o aumento do diesel na altura do Km 75, em Ururaí, no oitavo dia de mobilização nacional. O trânsito não é alterado pelo movimento. Eles também protestam no trevo da BR-101 com a RJ-238, conhecida como a Estrada dos Ceramistas, ponto que haviam deixado no sábado (26).

Homens da 2ª Companhia de Infantaria do Exército atuavam na tarde desta segunda-feira (28) na BR-101, na altura de Tapera, em Campos, para garantir o direito de ir e vir dos motoristas na rodovia.

Já em Itaboraí, no km 297, manifestantes bloqueiam ambos os sentidos do acostamento nesta segunda-feira. A via auxiliar sentido Niterói está com a faixa da direita bloqueada pelos caminhoneiros.

RJ-106

Manifestantes ocupam ambos os acostamentos da via no trevo de Cabiúnas, em Macaé. Cerca de 60 caminhões estão parados no local nesta segunda (28).

AULAS

Em Macaé, as aulas da rede municipal de ensino não foram totalmente suspensas. Em algumas escolas, a direção decidiu pelo cancelamento das aulas nesta segunda (28) e terça-feira (29). A recomendação da Prefeitura é que os responsáveis procurem as direções da escola para obter as informações necessárias.

Já nas universidades públicas instaladas na Cidade Universitária de Macaé, as aulas foram suspensas nesta segunda-feira (28), no entanto, os professores precisam cumprir seus horários.

Em Rio das Ostras, as aulas foram suspensas nesta segunda (28).

As unidades da rede municipal de ensino (escolas e creches) de Quissamã tiveram atividades suspensas nesta segunda (28).

A Prefeitura de Casimiro de Abreu suspendeu as aulas nesta segunda (28) e terça-feira (29) em função da greve dos caminhoneiros. A Prefeitura de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, suspendeu as aulas a partir desta segunda-feira (28) em todas as escolas e creches da rede municipal de ensino.

O motivo, segundo a Prefeitura, é o desabastecimento de combustíveis gerado pela greve dos caminhoneiros, que reflete no deslocamento de alunos e professores.

De acordo com a Prefeitura, as aulas serão retomadas e um calendário especial de reposição será iniciado "tão logo a situação seja normalizada".

O Instituto Federal Fluminense está com as atividades letivas suspensas nesta segunda-feira (28) em todas as unidades da instituição.

SAÚDE

Em Macaé, os serviços públicos estão sendo garantidos, segundo a prefeitura. Apenas o Hospital Unimed Costa do Sol, mantém a suspensão de cirurgias eletivas.

Já em Rio das Ostras, a prefeitura afirmou que o Hospital Municipal e Pronto-Socorro continuam funcionando normalmente e, em alguns postos de saúde, a Prefeitura vem gerando uma economia nos recursos a fim de que os serviços essenciais sejam mantidos. Para os serviços essenciais, há combustível garantido para dois dias. Por enquanto, não houve suspensão de cirurgias ou atendimento nas unidades de saúde.

Em Campos, nas Unidades Básicas de Saúde, são priorizados os atendimentos de urgência e emergência. Segundo a Prefeitura, não há registro de falta de medicamentos da atenção básica, visto que os estoques foram repostos antes da paralisação.

ALIMENTAÇÃO

A greve fez com que muitos revendedores inflacionassem o preço do botijão em Macaé e Rio das Ostras, chagando a cobrar R$ 120. Valor que é 85% a mais do que era vendido antes do protesto dos caminhoneiros.

Nas prateleiras dos supermercados de ambos os municípios faltam pães, carnes, aves, laticínios, além de verduras, frutas e legumes. Entre o item mais procurado está o ovo, que desapareceu dos estabelecimentos. A alta dos alimentos atingiu apenas o setor de hortifrutigranjeiros. Onde ainda é possível encontrar batata, banana, tomate e alface, houve alta de até 350% no valor dos produtos.

Em uma grande rede de supermercados de Macaé, faltavam produtos neste domingo (27).

JUSTIÇA

O TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Estado do Rio) suspendeu as atividades e os prazos processuais dos processos físicos e eletrônicos no Estado do Rio, nesta segunda (28).  O mesmo ocorreu no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RJ) e no Não haverá expediente na Justiça Eleitoral fluminense nesta segunda-feira (28).

Apenas nos municípios de Teresópolis, Cabo Frio e Rio das Ostras, onde haverá eleições suplementares, o funcionamento das zonas eleitorais será normal, das 11h às 19h. A sede funcionará em regime de plantão, para suporte aos cartórios abertos.

Mais lidas da semana