Mídias Sociais

Cidades

Vacinação contra a gripe termina no dia 30 de junho. Em Macaé, locais para receber a vacina estão no site da prefeitura

Daniela Bairros

Publicado

em

 

Daniela Bairros

Termina no dia 30 de junho, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (Influenza). Em Macaé, os locais e horários para que o público-alvo receba a dose, estão no site da prefeitura (www.macae.rj.gov.br).

As imunizações, segundo a Secretaria de Saúde, são direcionadas aos idosos, profissionais da área, crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, pessoas com deficiência, professores, pessoas entre 55 e 59 anos, entre outros. Em Macaé, 56.158 pessoas já foram imunizadas. Todas pertencem aos grupos prioritários.

Mas ainda há um grupo que precisa ser imunizado, o de gestantes e crianças de seis meses a menores de seis anos. Segundo a responsável pelo Programa de Imunização em Macaé, Luciana Santos, este grupo ainda não atingiu a meta. Foram vacinadas 68% das crianças e 56,80% das gestantes. De acordo com Luciana, é importante procurar uma unidade de saúde para receber a dose da vacina.

A vacina disponibilizada busca imunizar contra três vírus da gripe Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B.

Postos de vacinação

Em Macaé, as pessoas cadastradas nas unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF) devem procurar a mais próxima de sua residência. Na Casa da Vacina, além da imunização de rotina, a unidade vem fazendo a administração da vacina contra gripe em adultos e crianças: na segunda, terça e sexta-feira vacinação infantil, na quarta e na quinta-feira, adultos. A Casa funciona de 8h às 17h. Diariamente são distribuídas 100 senhas, a partir das 8h, para os atendimentos da parte da manhã e às 13h para o período da tarde.

A sala de vacina do pronto-socorro do bairro Aeroporto, que atende adultos e crianças com aplicação de doses da rotina e campanha,  também montou uma logística diferenciada neste período. A vacinação das crianças pode ser feita na terça e quarta-feira, de 8h às 17h e para adultos, quinta e sexta-feira, no mesmo horário.

A primeira fase da Campanha Nacional foi dirigida aos idosos acima de 60 anos, trabalhadores da saúde. Já a segunda fase teve como público-alvo profissionais das Forças de Segurança e Salvamento, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independe da idade, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

O Ministério da Saúde reforçou  que a vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para a Covid-19, já que os sintomas são parecidos.

Crédito: Divulgação

 

 

 

Mais lidas da semana