Mídias Sociais

Cidades

Unidades de saúde são encontradas em situação precária por novo secretário de saúde, em Cabo Frio

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

A situação da saúde do município de Cabo Frio não é das melhores há algum tempo. O problema foi confirmado com a inspeção realizada pelo novo secretário de saúde do município, Antônio Macabu, junto a uma comitiva da pasta no Hospital da Criança, na UPA do Parque Burle e no almoxarifado da saúde.

O Hospital da Criança, fechado desde dezembro de 2016, foi encontrado em completa situação de abandono. De acordo com a comissão, no interior do prédio o cenário era assustador, foram encontradas até fezes humanas. Além de equipamentos como incubadoras, berço aquecido, cama de UTI, suportes para berço jogados pelo chão e muita sujeira. Como se não bastasse todo o abandono físico-estrutural, centenas de registros de pacientes destruídos e espalhados em locais diferentes da unidade.

"É um crime que uma unidade de saúde de referência em Cabo Frio e com estrutura melhor do que em muitos hospitais que trabalhei pelo Brasil esteja em completo abandono, totalmente sucateado e com diversos objetos roubados. Aquilo não é mais um Hospital da Criança e, sim, uma herança que recebemos com esse nome, mas que na verdade é um prédio público abandonado”, frisou o secretário.

Antônio Macabu afirmou que há uma vontade da atual gestão e reabrir o espaço, mas é necessário analisar o caso. “A situação é crítica, mas estamos estudando com muito cuidado para decidirmos o que poderá ser feito: reabri-lo ou dar novo uso ao espaço. É preciso critério para encontrar uma solução que resolva o problema sem onerar os cofres públicos", afirmou o secretário.

Para o secretário de Desenvolvimento da Cidade, Felipe Araújo, o custo para restaurar a unidade será muito alto. "A deterioração é enorme e o metro quadrado para recuperar a estrutura física hospitalar do prédio é de quatro a cinco vezes mais caro do que reformar para uso administrativo. É possível fazer, mas o custo é muito alto. É necessário fazermos uma análise cuidadosa", avaliou o secretário.

Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Parque Burle a situação é menos caótica, mas necessita de cuidados. A comitiva também esteve no espaço e identificou várias irregularidades.

De acordo com a comitiva, vários setores o chão está afundando, o ar-condicionado não funciona e alguns objetos, como cadeiras, estão quebrados. De acordo com o Conselho Municipal de Infecção Hospitalar (Comcies), o Abrigo de Resíduos da UPA está fora das normas técnicas como estar localizado fora do prédio, ter isolamento no chão, funcionar em uma área com boa ventilação entre outras.

A comitiva finalizou as vistorias no almoxarifado da Saúde, onde foi considerado o local com o maior número de problemas. Além das péssimas condições estruturais do prédio, com mofo em diversos locais, fiação elétrica exposta, geladeiras de vacinas com funcionamento precário, chama a atenção a falta de remédios, alguns deles básicos, de uso cotidiano. Os medicamentos também estão mal acondicionados, estando muitos deles vencidos ou com validade próxima a vencer. Outra conclusão é que se trata de um espaço com área subutilizada, mal distribuída e sem nenhum controle de estoque geral, seja de entrada e saída, seja de distribuição às unidades.

"Fiz uma visita surpresa, mas quem foi surpreendido fui eu, já que recebi informação de que estaria tudo organizado, abastecido, mas a realidade é outra. Tem medicamentos que não têm muito uso em grande quantidade e outros com uso mais frequentes faltando. A ausência de compromisso e de profissionalismo foi o que mais me assustou. Falta controle, abastecimento e transparência no que se refere ao almoxarifado da saúde", afirmou Macabu.

O prefeito Dr. Adriano Moreno, afirmou que está tomando todas as medidas para melhorias no serviço de saúde oferecido na cidade: “A nossa comitiva está averiguando o estado das unidades de saúde que herdamos. São muitos os problemas, mas como tenho dito, nos empenharemos ao máximo para oferecer os serviços que a população merece”, finalizou.

Mais lidas da semana