Mídias Sociais

Cidades

São Pedro da Aldeia está com inscrições abertas para monitores voluntários no Projeto Defesinha 2019

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

 

Estão abertas as inscrições para aqueles que desejam deseja atuar como monitor voluntário do Projeto Defesinha Verão 2019, previsto para acontecer em janeiro, em São Pedro da Aldeia. A iniciativa busca profissionais e acadêmicos de Educação Física, Pedagogia, Psicologia, Enfermagem e Socorristas.

As inscrições devem ser realizadas até o dia 30 de novembro, no endereço de e-mail [email protected] ou nos telefones (22) 2621 6054 e 199. Ao todo, são oferecidas 40 vagas.

De acordo com o diretor da Divisão aldeense, Marcus Dothavio, os voluntários receberão uniformes, lanches e certificados de participação com carga horária. “Nós estamos iniciando o processo seletivo de voluntários que queiram atuar como monitores do maior e mais completo projeto educativo da região. Iremos fazer essa seleção e estudantes também podem participar. A edição de 2019 também vai acontecer em parceria com a Prefeitura de Iguaba Grande e tudo será coordenado pela Defesa Civil de São Pedro da Aldeia”, explicou o diretor.

O Projeto Defesinha é voltado para crianças de 04 a 14 anos de idade. Um dos principais objetivos é proporcionar a elas atividades de cidadania, visando o aprimoramento cultural, inclusão e integração social e preservação do meio ambiente, por meio de uma conscientização coletiva. Os participantes são divididos entre os grupos “Defesinha”, para crianças entre 04 e 08 anos, “Defensores”, de 09 a 11 anos, e “Protetores”, com alunos de 12 a 14 anos.

De acordo com o Prefeito, Cláudio Chumbinho, esse é um dos projetos mais importantes da cidade. “O ‘Defesinha’ é um dos projetos que mais me dão orgulho pela forma como mobiliza as nossas crianças. A edição 2019 vai contar com a integração de outros municípios da região, que demonstraram interesse por essa iniciativa. A Defesa Civil de São Pedro da Aldeia realiza um trabalho com muita responsabilidade, nos tornamos referência na área”, concluiu Chumbinho.

 


 

Mais lidas do mês