Mídias Sociais

Cidades

Relatório do TCE indica situação da Educação na Região dos Lagos

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

 

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) apresentou, nesta quarta-feira, 13, durante o evento ‘Melhoria da gestão pública: um olhar para a educação municipal', o Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM) 2018, que avalia a Educação fluminense. No relatório, que tem como base dados recolhidos em 2016, foi possível ter uma base da realidade na Região dos Lagos.

O município que ficou com o pior resultado da Região dos Lagos, ficando na 80ª posição no ranking da avaliação foi Cabo Frio. A segunda cidade com pior resultado na Região dos Lagos foi São Pedro da Aldeia ficando 69º lugar; seguido de Araruama (67º lugar) e Arraial do Cabo em 58ª.

Ainda na Região dos Lagos, Saquarema e Iguaba Grande surpreenderam garantido a segunda e a sexta posição no ranking, respectivamente. Búzios também se saiu bem ficando com a 9º posição entre os municípios dos Estado.

 

Sobre o IEGM -  O IEGM é um levantamento realizado por meio de sete indicadores envolvendo, além da educação, saúde, planejamento, gestão fiscal, meio ambiente, proteção das cidades e governança da tecnologia da informação. O lançamento destacou o Índice Municipal da Educação (i-Educ), que é produto de um questionário com 59 itens. O TCE-RJ focou sua análise nos anos iniciais do ensino (creche, pré-escola e 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental).

Correlacionando o i-Educ com o último Ideb (2015), percebe-se que, dos 10 municípios que realizaram maior esforço (i-Educ), 60% destes alcançaram a meta do índice federal. De forma inversa, dos 19 municípios que realizaram menor esforço na gestão da educação, segundo o i-Educ, apenas 21%, ou seja, quatro cidades, atingiram os objetivos do Ideb.

No total, no Estado do Rio de Janeiro, com exceção da capital, somente 38,5% das administrações municipais alcançaram a meta do Ideb: 35 municípios dos 91 jurisdicionados, o segundo pior desempenho de todos os estados da federação.

Para obter informações sobre o desempenho de cada município avaliado, o TCE-RJ lançou o mapa IEGM, que permite que todos possam acompanhar a gestão da educação dos municípios ao longo do tempo, de forma simples e de fácil visualização. Os dados da educação (i-Educ) foram eleitos prioritários e compõem uma das sete dimensões do IEGM da execução do orçamento público, com vistas a uma visão ampla da gestão voltada para melhorias estruturantes.


 

Mais lidas do mês