Mídias Sociais

Cidades

Projeto Botinho 2022 começa nesta segunda, 17, com apoio de empresários locais nas atividades em Macaé

Publicado

em

 

Com inscrições encerradas nesta semana, o Projeto Botinho 2022, do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) se prepara para a sua tradicional colônia de férias promovida nas praias do Estado, entre elas 10 praias da Região dos Lagos e do Norte Fluminense.

Na edição deste ano, o Projeto Botinho 2022 terá atividades nas praias do Farol de São Tomé, em Campos dos Goytacazes; de Atafona, em São João da Barra; dos Cavaleiros, em Macaé; de Costazul, em Rio das Ostras; do Forte e de Santo Antônio, em Cabo Frio; do Centro, em São Pedro da Aldeia; de Geribá, em Armação dos Búzios; da Vila, em Saquarema; e na Praia Seca, em Araruama.

Em Macaé, o projeto terá o apoio de empresários locais, que doarão 1.700 kits com lanches para crianças e instrutores que participarão dessa edição, lembrando que o Botinho 2022 atende crianças de 7 a 17 anos, divididas nas turmas Golfinho (7 a 10 anos), Moby Dick (11 a 14 anos), e Tubarão (15 a 17 anos).
Segundo o empresário João Lemos, da Pacific Catering & Log, do Business Group Macaé (BGM), a iniciativa da participação do empresariado local nasceu de uma reunião, no último domingo, 9, com integrantes do BGM e do Corpo de Bombeiros de Macaé, como o tenente-coronel Marcos Neiva e o sub comandante major Raphael Maia.

Segundo o CBMERJ, serão 4 mil crianças e adolescentes participando do Projeto Botinho 2022 em todo o Estado, que acontece de 17 a 28 de janeiro, com atividades físicas na areia, aulas sobre preservação ambiental, e orientações sobre as condições do mar e primeiros-socorros.

“O Botinho já é uma tradição do Verão Fluminense! O projeto alia educação e diversão, com o objetivo de prevenir afogamentos e preservar a natureza. É uma ação focada na conscientização das novas gerações. Quem participa, aprende e compartilha o conhecimento em casa, com seus amigos e familiares. Eles agem como multiplicadores da nossa mensagem. É um projeto que salva vidas!”, elogiou o secretário estadual de Defesa Civil e comandante-geral do CBMERJ, coronel Leandro Monteiro.

Mais lidas da semana