Mídias Sociais

Cidades

Profissionais e estudantes de psicologia se mobilizam sobre Nota Técnica de Saúde Mental em evento realizado na Faculdade Salesiana, em Macaé

Publicado

em

 

Professores, estudantes e usuários da rede reuniram-se no CAPS Betinho, em Macaé, para discutir formas de mobilização contra as mudanças na Política Nacional de Saúde Mental.

 

Da redação

Na última semana profissionais da rede de saúde mental, professores, estudantes e usuários da rede reuniram-se no CAPS Betinho, em Macaé-RJ, para discutir formas de mobilização contra as mudanças na Política Nacional de Saúde Mental, proposta pela Nota Técnica 11/2019, do Ministério da Saúde.

As professoras do curso de psicologia da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora – FSMA - e psicólogas, Vera Miranda e Renata Martins, explicaram que a referida Nota Técnica coloca fim na reforma psiquiátrica, iniciada, na ocasião da implantação no SUS e propõe a interrupção da implantação dos modelos substitutivos de tratamento com retorno do financiamentos para Hospitais Psiquiátricos, reabertura de leitos, financiamento para compra de aparelhos e autorização para as práticas de ECT (eletroconvulsoterapia), internação de crianças e adolescentes em locais mistos (junto com pacientes adultos) e o retorno ao modelo da abstinência para tratamentos de usuários de álcool e drogas.

“Essa discussão é de extrema importância, pois tais mudanças anunciam muitos retrocessos na rede de saúde mental. O aluno que está se formando conhece as políticas atuais de atendimento, como por exemplo, a redução de danos que propõe um atendimento terapêutico humanizado e a Nota Técnica 11/2019 ameaça muitas conquistas concernentes ao cuidado do usuário da rede”, esclarece a professora Vera.

Já a professora Renata Martins “acredita ser importante a conscientização e articulação enquanto comunidade universitária aos trabalhadores, usuários e familiares da saúde mental, bem como a comunidade em geral, a fim de conscientizar a população, entendendo que as mobilizações pacificas são fundamentais neste processo, como exemplo da própria conquista do SUS e da Reforma Psiquiátrica”, finaliza.

Crédito: Divulgação

Mais lidas da semana