Mídias Sociais

Cidades

Profissionais da Educação de Cabo Frio decidem encerrar a greve

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Os profissionais da Educação de Cabo Frio decidiram retornar às salas de aula para encerrar o ano letivo de 2017 e iniciar o ano letivo de 2018; A decisão foi tomada em assembleia realizada na noite desta terça-feira, 13, após diretores do Sindicato dos Profissionais da Educação - Sepe e o prefeito, Marquinho Mendes, chegarem a um acordo viável para ambas as partes.

Na assembleia ficou decidido, que uma comissão será formada para interceder sobre o sábado letivo.

Ficou acordado entre o município e o sindicato a incorporação de benefícios aos salários, por tanto que os mesmos gerem um impacto de até R$ 500 mil a mais por mês na folha de pagamento. Com isso, o pagamento dos dois quintos do 13º de 2015 restantes serão pagos somente no próximo ano.

Outro ponto acordado foi o pagamento da isonomia entre os contratados de 2017 e os concursados em duas parcelas mensais. O Governo também aceitou repor os valores cortados nos pontos daqueles que faltaram, mediante o compromisso do Sindicato de repor todas as aulas que deixaram de ocorrer durante a greve.

O secretário de Educação, Alessandro Teixeira, sugeriu ainda a criação de uma comissão conjunta com o Sepe, Conselho Municipal de Educação, Conselho do Fundeb, Secretaria de Fazenda e Ministério Público para avaliação bimestral da folha de pagamento.

"Nossa intenção é fazer esse trabalho junto com vocês, da melhor forma e sempre amparados pela lei", afirmou Alessandro aos sindicalistas.


 

Mais lidas do mês