Mídias Sociais

Cidades

Prefeitura de Cabo Frio adota sistema de cores para avaliar propagação do Covid-19 e organizar a retomada das atividades

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

A Prefeitura de Cabo Frio anunciou que irá adotar um sistema de cores para avaliar propagação do Covid-19 e organizar a retomada das atividades. O Plano de Controle e Ação contém protocolos obrigatórios e critérios específicos de evolução epidemiológica a serem seguidos pelos diferentes setores econômicos.

As cores utilizadas serão verde, amarela, laranja e vermelha, que variam conforme a propagação da doença e a capacidade do sistema de saúde e determinam restrições diferentes para cada nível de perigo. Sendo verde a situação mais controlada e vermelha mais arriscada.

“É importante lembrar que as atividades liberadas de acordo com as etapas devem ter um tempo de maturação e observação dos seus efeitos, ou seja, estar em uma zona não implica abertura completa de todos os setores citados, ao mesmo tempo. As normas e recomendações específicas de distanciamento, higienização e reorganização do espaço físico constarão em decreto específico e as pessoas devem seguir essas recomendações”, explicou Dr. Adriano Moreno, prefeito de Cabo Frio.

O objetivo é que o município alcance a Zona Verde, quando é considerado Risco baixo, ou seja o município está com alta capacidade do sistema de saúde e baixa propagação da doença. Nesta classificação, ficam liberadas praticamente todas as atividades.

 

Como funciona

 

Conforme o grau de risco em saúde, o município é classificado em uma das cores da bandeira. O monitoramento é diário, assim como a atualização das bandeiras. Os protocolos obrigatórios devem ser respeitados em todas as bandeiras. Além disso, cada setor econômico tem critérios específicos que variam de acordo com a bandeira.

O município será analisado considerando a velocidade de propagação da Covid-19 e a capacidade de atendimento do sistema de saúde. No total, três indicadores determinam a classificação das bandeiras que são: Saturação da rede de saúde por unidade de atendimento (leitos UTI e Congêneres e leitos Convencionais); Evolução das curvas de casos (suspeitos/confirmados, descartados e curados) e Evolução da curva de óbitos.

 

Mais lidas da semana