Mídias Sociais

Cidades

Moradores de Tamoios, em Cabo Frio, reclamam de problemas no abastecimento de água

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Os moradores de Tamoios, em Cabo Frio, já começam a sentir os efeitos da alta temporada. Nos últimos fins de semana, diversos pontos da localidade já ficaram sem água e os moradores já esperam que a situação fique ainda pior nos próximos dias, quando há um grande aumento populacional na Região.

Erasmo Carlos, que tem uma casa de veranista em Tamoios,  conta o quanto é desanimador pagar por um serviço, que quase não é utilizado, e principalmente por não ter quando precisa.

"Não sou morador, costumo passar final de semana a cada dois meses, e fim de ano passo 15 dias, mas durante todos os 12 meses, a conta de água é um absurdo e muitas vezes sem consumir nem um litro, pois a casa fica vazia. Acho que a empresa deveria ter um controle diferenciado sobre isso, a água do mês que não foi utilizada e paga devia ser acumulada para o mês seguinte, afinal se foi pago pertence a pessoa que a pagou. Finalizando, nós consumidores somos sempre os prejudicados", lamentou.

Os moradores também denunciam, que não precisa nem chegar o fim do ano para o serviço começar a apresentar falhas. Nos feriados a água já tem faltado e nos fins de semana também. Janete Oliveira, que é moradora de Tamoios desabafa. "Já começou a safadeza da prolagos. Se começo de dezembro já estou sem água, já posso imaginar quando chegar o Natal", frisou.

De fato, o valor da tarifa mínima é cobrado independente do uso ou não da água. Caso a água não seja utilizada por falta da mesma, a tarifa também é mantida.

"Essa empresa deveria ter a concessão suspensa. Eu não consigo entender como é legal uma empresa roubar tanto o consumidor. Porque pra mim, eu ter que pagar algo que não estou utilizando porque não me oferecem é roubo. E é justamente o que a Prolagos faz quando me cobra uma água que não tem", desabafou a moradora Isabel Cristina.

Nossa equipe entrou em contato com a Prolagos para saber se há alguma ação planejada para minimizar os danos da falta de água na localidade e se há alguma forma que o consumidor possa agir, mas até o  fechamento desta edição não obtivemos retorno.

Mais lidas da semana