Mídias Sociais

Cidades

Ministério Público solicita a prisão preventiva dos cinco envolvidos no homicídio do "Negão do Bope", em Cabo Frio

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Promotoria de Justiça de Investigação Penal da Comarca de Cabo Frio, apresentou uma denúncia em que requer a decretação de prisão preventiva dos cinco envolvidos no homicídio do policial militar Luiz Paulo Costa Silva, mais conhecido como "Negão do Bope". A identificação dos autores ocorreu por meio da análise das imagens de câmeras de segurança e da quebra de sigilo telefônico dos envolvidos.

O crime aconteceu na manhã de 16 de fevereiro de 2020. Na ocasião, o policial foi assassinado a tiros, enquanto estava no seu carro indo para casa, após encerrar o plantão.

O MPRJ ressalta que os denunciados - o mandante, três executores e o motorista do carro utilizado no crime - atuam no tráfico na Favela do Lixo e se associaram para cometer os crimes de homicídio qualificado, porte ilegal de munições de uso restrito e receptação, crimes cujas penas, somadas, podem chegar a 45 anos de prisão.

Mais lidas da semana